Democracia é alvo de ataque do populismo autoritário, mas tem sido capaz de resistir, afirma Barroso

As declarações de Barroso foram dadas durante o segundo dia da “Brazil Conference”, um evento na Universidade de Harvard que debate o cenário político e social do Brasil

democracia-e-alvo-de-ataque-do-populismo-autoritario-mas-tem-sido-capaz-de-resistir-afirma-barroso
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso (Crédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, afirmou neste domingo (10) que a democracia tem sido alvo de ataques do “populismo autoritário” mas que, ainda assim, as instituições estão resistindo a essa investida.

Publicidade

“Há que ter a percepção de que o mundo vive uma conjuntura, muitas vezes, desfavorável à própria democracia. Acho que no Brasil, as instituições no Brasil têm sido capazes de resistir – não sem sequelas, mas têm sido capazes. O Congresso continua funcionando, o Judiciário continua funcionando, a imprensa é muito atacada, mas continua a ser uma imprensa livre”, disse o ministro.

“Eu não quero minimizar os riscos, mas quero dizer que até aqui os limites têm sido traçados e têm sido, de certa forma, respeitados”, acrescentou Barroso.

Ao comentar sobre a situação das democracias no mundo, Barroso apontou o populismo como um fator primordial para o desgaste das instituições. “A democracia constitucional no mundo em geral, e no Brasil inclusive, se encontra questionada, sob ataque de um processo histórico que é o populismo autoritário. Que é não uma ideologia, mas um processo divisionista da sociedade em ‘nós e eles'”, declarou.

Publicidade