‘Está cheio de pau de arara aqui’, diz Bolsonaro referindo-se a assessores nordestinos

O termo ‘pau de arara’ refere-se aos caminhões usados na migração de pessoas pobres do Nordeste para outras regiões

esta-cheio-de-pau-de-arara-aqui-diz-bolsonaro-referindo-se-a-assessores-nordestinos
Declaração xenofóbica foi dita durante transmissão ao vivo nas redes sociais. (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) usou nesta quinta-feira (3) a expressão ‘pau de arara’ para se referir a seus assessores nordestinos. O termo é considerado depreciativo e preconceituoso.

Publicidade

Ao comentar a revogação de decretos de luto oficial, Bolsonaro errou o estado de nascimento do líder religioso Padre Cícero (1844-1934) e chamou assessores de ”pau de arara”.

“Dadas as nossas revogações, feitas há pouco tempo, falaram que eu revoguei o luto de Padre Cícero, lá de Pernambuco”, disse Bolsonaro durante sua live semanal. Na verdade, Cícero nasceu no estado do Ceará.

“É isso mesmo? De que cidade fica lá?”, questionou o presidente a seus assessores que estavam na sala. “Está cheio de pau de arara aqui e não sabem que cidade fica padre Cícero?”

Auxiliares do presidente responderam então Juazeiro do Norte e corrigiram Bolsonaro, apontando que o município fica no estado do Ceará.

Publicidade

O termo ‘pau de arara‘ refere-se aos caminhões usados na migração, em décadas passadas, de pessoas pobres do Nordeste para outras regiões do país. O termo é usado para se referir de forma depreciativa aos nordestinos.

O senador Renan Calheiros, relator da CPI que investigou omissões do governo federal durante a pandemia, criticou a fala de Bolsonaro em seu twitter. ”Bolsonaro despreza os nordestinos. Não é primeira vez que se refere aos bravos conterrâneos de maneira preconceituosa, depreciativa. Nos chama de “Paraíba”, ”pau de arara”… Em 2018 ele perdeu por aqui. Obteve 30,3% dos votos contra 69,7% de Haddad. O Nordeste saberá dar a resposta.”, escreveu Calheiros.