Falta de vidro complica entregas de cerveja long neck

Indústria de vidro enfrenta problemas desde o ano passado, o que tem dificultado também o acesso às garrafas de vinhos e destilados; cervejas individuais chegam a representar 25% do faturamento de bares

Falta de vidro complica entregas de cerveja long neck
A espera é que ainda em 2021 se reverta a situação (Crédito: Canva)

 A falta de vidro no mercado tem atrasado entregas e encurtado o estoque de long neck nos bares e preocupado empresários. O verão de 2022 é um dos mais esperados pelo setor de bares e restaurantes. A clientela mais disposta a sair de casa, somado ao avanço da vacinação contra a Covid-19 em todo o país, trazem esperança de que o setor recupere o movimento dos tempos pré-pandemia.

Publicidade

O mesmo acontece com bebidas de valor mais alto em restaurantes, como o vinho e destilados.

As principais fabricantes de cerveja afastam a possibilidade de desabastecimento. Mas com a falta de vidro no mercado e o atraso nas entregas e o encurtamento do estoque de long neck nos bares o temor dos empreendedores do setor é que o movimento mais intenso cause uma escassez mais severa e prejudique o potencial de ganhos, segundo informações do G1.

De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o verão aumenta o faturamento em cerca de 30% nos estabelecimentos de cidades turísticas. Em municípios menores, a quantia chega a dobrar. Nas demais localidades, os empresários costumam ao menos contar com a maior disposição do cliente a sair de casa em dias quentes.

A falta de embalagens em vidro não é assunto novo. Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Vidro (Abividro), o país passou por um longo período sem investimentos no ganho de produtividade e infraestrutura do setor, que culminou em escassez em 2020.

Publicidade

A paralisação causada pela pandemia do coronavírus nos mais diversos setores produtivos reduziu o número de pedidos. Quando houve retomada, as encomendas se acumularam com uma safra histórica de vinhos que o país produziu no ano passado.

Na equação há ainda outro fator importante. Sem o bar de confiança aberto, o brasileiro intensificou o consumo de bebidas alcoólicas em casa. Para as cervejarias, em específico, isso significa uma maior procura por long necks e uma redução do consumo de embalagens retornáveis.

A Abrasel representa e desenvolve o setor de alimentação para o lar contribuindo para facilitar o empreendedorismo e melhorar a qualidade de vida no Brasil

Publicidade