Lula é o ‘maior líder popular do Brasil’, afirma Alckmin em evento sindicalista

Ainda no evento, Lula criticou a reforma trabalhista de 2021

(Crédito: Alexandre Schneider/Getty Images)

Nomeado para a vice-presidência da chapa de Luis Inácio Lula da Silva (PT), Geraldo Alckmin (PSB) afirmou nesta quinta-feira (14) que o petista é o ”maior líder popular do Brasil”. O elogio foi feito durante um encontro entre lideranças sindicais na Casa Portugal, região central de São Paulo.

Publicidade

“A luta de vocês, a luta sindical, deu ao Brasil o maior líder popular deste país: Lula. Viva, Lula! Viva os trabalhadores do Brasil!”, declarou Alckmin.

Ainda no evento, o ex-presidente Lula disse que vai criar uma mesa de negociação entre representantes de sindicatos e empresários para discutir mudanças na legislação trabalhista brasileira, caso seja eleito este ano. “Vocês que me conhecem sabem que nós vamos criar uma mesa de negociação. Uma mesa de negociação pode ser coordenada pelo vice-presidente, e vai ter lá os dirigentes sindicais, e vai ter lá os empresários”, disse Lula.

O líder petista ainda afirmou que as alterações na legislação trabalhista não vão ser feitas “na marra”, mas acordadas com o empresariado brasileiro. “A gente não vai fazer nada na marra, a gente vai fazer é negociando, com a permissão deles [empresários], para a gente poder exercer o direito de negociar”, disse o ex-presidente.

Publicidade

Apesar das críticas, Lula descartou a pretensão de retomar a legislação trabalhista que estava vigente antes da reforma. “Aqui no Brasil, não adianta dizer que nós vamos mudar tudo e vamos voltar a ser o que era antes. Não, nós nem queremos o que era antes, nós queremos melhorar as coisas. A gente não quer voltar pra trás, a gente quer avançar, e é por isso que a gente quer discutir”, declarou.