Postos de combustíveis são incendiados na Zona Oeste do Rio de Janeiro

Os dois postos foram incendiados com 1km de distância

postos-de-combustiveis-sao-incendiados-na-zona-oeste-do-rio-de-janeiro
Dois postos são incendiados no Rio de Janeiro (Crédito: Canva)

Dois postos de combustíveis, próximos um ao outro, foram incendiados nesta madrugada de quinta-feira (11), na Avenida Brasil, na altura de Santa Cruz. A polícia do Rio de Janeiro, afirmou que as investigações já estão sendo feitas na 36ª DP (Santa Cruz). “Os agentes estão coletando imagens de câmeras de segurança, que serão analisadas, e realizam diligências para esclarecer os fatos”.

Publicidade

Os bombeiros dos quartéis Santa Cruz, Sepetiba e Campo Grande, foram acionados às 2h40. Um dos postos ficou totalmente queimado, enquanto o outro teve somente sua loja de conveniência. De acordo com os moradores próximos, a região é alvo dos criminosos.

A Polícia Militar, agentes do 27º Batalhão (Santa Cruz) e do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) intensificam o policiamento na Avenida Brasil, na altura de Santa Cruz. Até o momento não tem informações de feridos.

No mês de setembro, em uma madrugada na Marginal Tiête, em São Paulo, um posto também foi incendiado. Localizado no bairro Freguesia do Ó, Zona Norte, entrou em chamas a partir da ação de três pessoas que saíram de dentro de um veículo e colocaram fogo nele, tomando conta do todo o posto.

Moradores contaram que ouviram algumas explosões e que a chegada dos bombeiros foram rápida. As investigações forma abertas e ninguém ficou ferido.

Publicidade

Outra incêndio aconteceu no mês de julho, em Rio Claro. Um caminhão da empresa Conecta, explodiu com produtos químicos, peroxido de hidrogênio e acido fórmico, em um posto de combustíveis. O veículo já estava estacionado a 30 minutos, segundo rastros do rastreador. “Não há suspeita de ter sido um incêndio provocado. Então, nos interessa saber o que provocou, se falha mecânica, falha de manutenção, ou agente externo”, afirmou na época o delegado seccional de Rio Claro, Paulo Hadich. O acidente deixou 1 morto e 22 feridos.

Publicidade