O que é Ultifi, a nova tecnologia da General Motors

Com esta plataforma, a empresa americana se propõe a viver novas experiências e fidelizar os seus clientes para toda a vida

O que é Ultifi, a nova tecnologia da General Motors
(Crédito: Pixabay)

O desenvolvimento de uma nova tecnologia para melhorar a experiência a bordo dos veículos é uma competição da qual participam todos os terminais da General Motors. Conforto, segurança e, principalmente, conectividade compõem os aspectos mais relevantes, temas que são tratados pelas mais avançadas criações em eletrônica.

Publicidade

Nesse sentido, a General Motors apresentou Ultifi é uma nova plataforma de software desenvolvida para descobrir novas experiências com seus veículos e conectar a vida digital dos clientes. Ultifi ajudará frequentemente a fornecer recursos de software, aplicativos e serviços aos clientes por meio da O.T.A. (Over The Air), oferecendo o potencial para mais serviços em nuvem, desenvolvimento rápido de software e, portanto, novas oportunidades para aumentar a fidelidade do cliente.

A funcionalidade do Ultifi é baseada na Vehicle Intelligence Platform (VIP), a arquitetura elétrica avançada da GM. Os veículos habilitados para VIP de hoje oferecem capacidade over-the-air (O.T.A. “Over The Air”), mais largura de banda de dados, segurança cibernética mais robusta e poder de processamento ultrarrápido. Além dessa base, os engenheiros da GM separarão o software-chave em uma nova camada centralizada que atua como um hub poderoso para os sistemas do veículo. A plataforma Ultifi permitirá o desenvolvimento e implantação acelerados de software e aplicativos para milhões de clientes, sem afetar os controles básicos de hardware.

Novas funções

No futuro, por exemplo, câmeras internas poderão ser usadas para reconhecimento facial para ligar o motor do veículo. Com base no GPS e no planejamento da rota, as configurações do jovem motorista podem ser ajustadas para restringir a velocidade máxima, ou os veículos podem até se comunicar com sua casa inteligente na estrada para desativar o sistema de segurança e ajustar o termostato.

Além disso, a conectividade em nuvem poderia ser estendida para aplicativos de veículos (V2X) para ajudar a avançar a meta da GM de zero acidentes e zero congestionamento. Comunicando-se com outros dispositivos conectados e com o ecossistema, os motoristas podem ser alertados sobre perigos ou mudanças nas condições das estradas e podem cronometrar os sinais de trânsito com eficácia.

Publicidade

Embora Ultifi seja uma plataforma interna, ela está sendo projetada com desenvolvedores externos em mente. Ele usa software Linux, uma das plataformas mais populares, que permite que a GM acesse os desenvolvedores terceirizados autorizados para inovar em nome de seus clientes. Ultifi é habilitado por hardware incorporado em produtos selecionados de próxima geração a partir de 2023, abrangendo veículos elétricos e de combustão interna.

*Texto publicado originalmente no site Parabrisas, da Editora Perfil Argentina.

Publicidade