Petrobras compra Terminal do Porto de Santos por R$ 558 milhões

O governo federal pretende atrair cerca de R$ 23,5 bilhões em investimentos privados e gerar 400 mil empregos

Petrobras compra Terminal do Porto de Santos por R$ 558 milhões
O terminal é utilizado para movimentação, armazenagem e distribuição de granéis líquidos combustíveis. (Créditos: Wagner Meier/Getty Images)

A Petrobras comprou os terminais do Porto de Santos por cerca de R$ 558 milhões nesta sexta-feira (19), negócio que o governo considerou o maior leilão portuário já feito nos últimos 20 anos.

Publicidade

A sessão pública 06 e 11/2021 foi realizada pela Antaq e pelo Ministério da Infraestrutura e ocorreu na sede da B3, às 11h.

O terminal é utilizado para movimentação, armazenagem e distribuição de granéis líquidos combustíveis.

O STS08A possui 297.349 metros quadrados e tem investimento calculado de R$ 678,3 milhões durante a vigência do contrato. Além deste valor, outros R$ 1,3 bilhão vão ser utilizados pela empresa ganhadora em gastos operacionais.

O terminal dispõe de uma capacidade deficitária para a movimentação dos produtos e que precisam de um aumento para atender ao crescimento da demanda, segundo o Ministério da Infraestrutura.

Publicidade

“Temos gargalos no sistema de líquidos no Porto de Santos, estamos operando na capacidade máxima. Com esse leilão, vamos conseguir ampliar a capacidade”, afirmou o presidente do Porto de Santos, Fernando Biral.

Expectativa

De início estava previsto serem leiloadas três áreas portuárias em dois terminais nesta sexta-feira (19). Eram duas em Santos e uma no Porto de Imbituba (SC), que movimentam granéis líquidos combustíveis ou químicos.

Publicidade

Em Imbituba O IMB 05, foi comprado por R$ 200.000.00 pela Fertilizantes Santa Catarina, representada pelo Itaú.

No Porto de Santos, o STS08 não teve propostas. Com 168.324 metros quadrados, era esperado o recebimento de R$ 260,6 milhões para poder melhorar a infraestrutura do terminal. Disse o governo que irá fazer novos estudos para relicitar a área.

Segundo Lucas Godoy, economista-chefe da Go Associados, as propostas frustraram um pouco o mercado, que estava esperando que as três áreas fossem ofertadas.

Publicidade

O especialista afirma que a Petrobras ter comprado um dos terminais, o STS08A, não aumenta a concorrência no setor, uma vez que a área já era operada pelo Sindipetro, subsidiária da estatal.

Com os arrendamentos dos terminais, o governo federal aguarda conseguir cerca de R$ 1 bilhão de investimentos privados ao longo dos respectivos contratos e a geração de mais de 16 mil empregos.

Os leilões fazem parte da Super Infra, uma temporada de leilões de fim de ano na qual o governo federal pretende atrair cerca de R$ 23,5 bilhões em investimentos privados e gerar 400 mil empregos.

Publicidade