Manchester City derrota Atlético de Madrid com gol de De Bruyne

O City rodou a bola com sua habilidade habitual e tornou difícil para o Atlético sair de sua formação defensiva

Manchester City derrota Atlético de Madrid com gol de De Bruyne
(Créditos: Michael Regan/Getty Images)

O Manchester City (Inglaterra) conquistou uma pequena vantagem no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, nesta terça-feira (5), após um gol do belga Kevin De Bruyne aos 25 minutos do segundo tempo dar ao time inglês uma vitória por 1 a 0 sobre o Atlético de Madrid (Espanha) em Manchester.

Publicidade

Foi um resultado que o City teve que buscar contra um time do Atlético que claramente viajou para a Inglaterra com o objetivo de simplesmente evitar as oportunidades da equipe de Pep Guardiola e que não conseguiu produzir um único chute no alvo.

Publicidade

A equipe comandada pelo argentino Diego Simeone frustrou o City ao longo do primeiro tempo com sua defesa profunda, e confiando apenas no contra-ataque ocasional para ameaçar os anfitriões.

O City rodou a bola com sua habilidade habitual e tornou difícil para o Atlético sair de sua formação defensiva.

O gol veio em jogada iniciada por Phil Foden, que entrou com Jack Grealish e Gabriel Jesus durante a partida. Ele atraiu três marcadores em sua direção e conseguiu um passe perfeito para De Bruyne, que superou o goleiro Jan Oblak com uma finalização cruzada.

Publicidade

A partida de volta será realizada no Wanda Metropolitano, em Madri, na quarta-feira da próxima semana, mas antes disso o City tem um confronto crucial em casa com o rival Liverpool, no domingo (10).

De Bruyne disse que foi difícil romper a defesa de um time que joga com tantos jogadores atrás da linha da bola.

“É muito difícil. Eles jogaram com quase cinco na defesa e com cinco no meio-campo. Eu recomendo a qualquer um que diga alguma coisa […] que tente jogar assim no campo de treinamento”, afirmou o belga.

Publicidade

“Espero algo semelhante por lá. Se o jogo estiver apertado, eles terão que atacar um pouco mais”, concluiu.

* A reprodução deste conteúdo é proibida.

(Agência Brasil)

Publicidade