Mariana D’Andrea leva prata no Mundial de halterofilismo paralímpico

O Mundial prossegue nesta sexta-feira (3), a partir das 0h30 (horário de Brasília), com dois brasileiros disputando medalha

Mariana D'Andrea leva prata no Mundial de halterofilismo paralímpico
(Agência Brasil)

Campeã paralímpica nos Jogos de Tóquio (Japão), Mariana D’Andrea conquistou nesta quinta-feira (2) a medalha de prata no Campeonato Mundial de halterofilismo, realizado em Tbilisi (Geórgia). Foi o primeiro pódio brasileiro na competição adulta, iniciada no último domingo (28). A página do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) transmite o evento ao vivo.

Publicidade

O Mundial prossegue nesta sexta-feira (3), a partir das 0h30 (horário de Brasília), com dois brasileiros disputando medalha: Ailton Bento de Souza (até 80 quilos) e Tayana Medeiros (até 86 quilos). No sábado (4) será a vez de Márcia Menezes (acima de 86 quilos), Evânio Rodrigues (até 88 quilos) e André Luís Paz (até 97 quilos). No domingo (5), o representante do país será Mateus de Assis Silva (até 107 quilos).

Mariana, que compete na categoria até 73 quilos, foi superada pela chinesa Lili Xu, segunda colocada em Tóquio. A nigeriana Kafila Almaruf ficou com o bronze. A paulista de 23 anos levantou 135 quilos, dois a menos que o resultado que lhe garantiu o ouro no Japão. Xu, porém, suportou 138 quilos (desempenho que teria feito dela campeã paralímpica). Na terceira e última tentativa, a brasileira tentou igualar os 138 quilos erguidos pela rival, mas teve o movimento invalidado.

Right after winning her first medal at the World Championships, Mariana D’Andrea ???????? set her plans for the future very high. ????

Paralympic and ParaPan champion wants to get the only???? she still doesn’t have.#Tbilisi2021 | #ParaPowerlifting | @Paralympics | @cpboficial pic.twitter.com/aSBTwtBNjC

Publicidade

— #ParaPowerlifting (@Powerlifting) December 2, 2021

Foi a segunda medalha de prata conquistada por Mariana em um Mundial, sendo a primeira no individual. Na edição de 2019, realizada em Nur-Sultan (Cazaquistão), ela foi vice-campeã na disputa de equipes mistas, ao lado de Bruno Carra e Evânio Rodrigues.

(Agência Brasil)

Publicidade