Premier League retira de Abramovich status de diretor do Chelsea

Abramovich, sendo observado de perto desde a invasão da Rússia, disse semana passada que venderia o clube de Londres. Mas a venda foi suspensa, e o Chelsea está operando sob uma licença especial do governo

premier-league-retira-de-abramovich-status-de-diretor-do-chelsea

O conselho da Premier League desclassificou o dono do Chelsea, Roman Abramovich, como diretor do clube da elite do futebol inglês após ele sofre sanções pelo governo britânico pela invasão da Rússia à Ucrânia, disse a liga em um comunicado neste sábado (12).

Publicidade

Abramovich, sendo observado de perto desde a invasão da Rússia, disse semana passada que venderia o clube de Londres. Mas a venda foi suspensa, e o Chelsea está operando sob uma licença especial do governo.

“A decisão do Conselho não afeta a capacidade do clube de treinar e disputar seus jogos, de acordo com os termos da licença emitida pelo governo que expira em 31 de maio de 2022”, disse a liga.

O Chelsea não respondeu ao pedido da Reuters por comentário em um primeiro momento.

O governo aprovou a medida e disse que não é contra a venda do clube. Acrescentou que havia alterado a licença especial para que o clube possa gastar 900 mil libras para realizar cada uma das suas partidas.

Publicidade

O time continua fazendo jogos e pagando jogadores e funcionários, mas não pode vender ou comprar jogadores, com o governo tentando impedir que Abramovich se beneficie de alguma forma de ações como essa.

A sanção britânica descreve Abramovich como um “proeminente empresário russo e oligarca pró-Kremlin” que teve uma “relação próxima de décadas” com o presidente russo Vladimir Putin. Abramovich nega ter esse tipo de relação.

* É proibida a reprodução deste conteúdo.

Publicidade

(Agência Brasil)