''nível de alerta''

Alemanha declara crise de abastecimento de gás

Após Rússia reduzir fornecimento, ministro da Economia diz que situação é grave e aciona fase 2 de plano de emergência.

alemanha-declara-crise-de-abastecimento-de-gas
O ministro da Economia alemã, Robert Habeck (Crédito: Andreas Gora – Pool/Getty Images)

O ministro da Economia da Alemanha, Robert Habeck, afirmou nesta quinta-feira (23) que o país está em ”nível de alerta” para o abastecimento de gás natural. O anúncio ocorre em meio ao agravamento das disputas com a Rússia, resultantes da invasão russa à Ucrânia.

Publicidade

“Estamos numa crise do gás”, afirmou Habeck. “O gás natural passou a ser uma commodity escassa. Os preços já estão altos e devemos nos preparar para novos aumentos”, alertou.

“Mesmo que os suprimentos de gás ainda possam ser buscados nos mercados e armazenados, a situação é grave, e o inverno virá”, disse o ministro. Na Alemanha, o gás é amplamente utilizado no aquecimento das residências.

“Foram as falhas cometidas na última década que nos levaram a essas dificuldades”, acrescentou Habeck, criticando o governo anterior por não reconhecer a necessidade de reduzir a dependência alemã das fontes de energia importadas da Rússia.

O que significa ”nível de alerta”?

O plano do governo alemão para lidar com a crise do gás tem três fases: nível de alerta inicial, nível de alerta e nível de emergência.

Publicidade

Na fase em que o país acaba de entrar, há uma deterioração significativa no abastecimento de gás natural, mas ainda em condições nas quais o mercado é capaz de se adaptar, sem a necessidade de intervenção do Estado.

Nesta segunda fase, os fornecedores têm teoricamente permissão para aumentar os preços ao consumidor, de modo a diminuir a demanda na tentativa de evitar uma baixa prolongada nos estoques. Os aumentos, porém, requerem a aprovação da Agência Federal de Energia, que atua como órgão regulador para o gás natural e a eletricidade.

 

Publicidade