Ativistas ambientais bloqueiam acesso a aeroportos na Alemanha

Os aeroportos de Berlim, Munique e Frankfurt foram bloqueados pelos membros do grupo Uprising of the Last Generation

ativistas-ambientais-bloqueiam-acesso-a-aeroportos-na-alemanha
Os bloqueios se assemelham aos protestos realizados em 2021 pelo grupo Insulate Britain, que obstruiu diversas rodovias e estradas em Londres e outras cidades britânicas. (Crédito: Canva Fotos)

Ativistas ambientais bloquearam nesta quarta-feira (23) o acesso a três dos principais aeroportos da Alemanha. Os manifestantes reivindicam uma atuação política mais consistente em favor do clima e contra o desperdício de alimentos.

Publicidade

Os aeroportos de Berlim, Munique e Frankfurt foram bloqueados pelos membros do grupo Uprising of the Last Generation (“Levante da última geração”). Os ativistas tentaram impedir o tráfego aéreo de passageiros e de cargas.

O grupo exige que o governo alemão adote medidas para pôr fim ao desperdício de alimentos, com o argumento que o despejo de grandes quantidades de comida ainda utilizável contribui para a fome e para o aquecimento global

Protestos anteriores do grupo, que incluíam o bloqueio de acessos a estradas e portos, atraíram críticas das autoridades. O ministro da Justiça da Alemanha, Marco Buschmann, afirmou que “protestos não autorizados em rodovias são e continuarão a ser ilegais”.

Já o o parlamentar do Partido Verde, Jürgen Trittin, afirmou que compreende a luta dos manifestantes, e que os atos de desobediência civil não fazem deles criminosos violentos. Entretanto, a ministra alemã do Meio Ambiente, Steffi Lemke, declarou que o bloqueio de rodovias é um erro e não contribui em nada.

Publicidade

Tradução do post da EuroNews no Twitter: ”Membros do grupo Uprising of the Last Generation disseram que queriam interromper o tráfego de cargas e passageiros nos aeroportos de Frankfurt, Munique e Berlim.”

Publicidade