Biden vai ao Congresso para discurso de Estado da União

Em tradicional discurso, presidente dos EUA destaca a decisão da Rússia em atacar a Ucrânia.

Biden vai ao Congresso para discurso de Estado da União
“Quando os ditadores não pagam o preço por sua agressão, eles causam mais caos”, diz Biden (Créditos: Getty Images)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, realizou nesta terça-feira, 01, o seu primeiro discurso do Estado da União, tradicional pronunciamento anual dos presidentes norte-americanos no Congresso.

Publicidade

Logo na abertura ele disparou: “Seis dias atrás, o russo Vladimir Putin procurou abalar as fundações do mundo livre pensando que poderia fazê-lo se curvar aos seus caminhos ameaçadores. Mas ele calculou mal“.

O momento causou algo raro no Capitólio: os dois partidos, unidos, aplaudiram o discurso de Biden contra Putin e seus oligarcas.

Durante o discurso, a Embaixadora da Ucrânia nos Estados Unidos, Oksana Markarova, foi aplaudida de pé. O presidente americano homenageou o povo ucraniano que resiste à invasão da Rússia.

Pronunciamento tardio

Publicidade

A data é mais tarde do que a de costume para o discurso anual: o presidente costuma realizar no fim de janeiro ou começo de fevereiro.

De acordo com o site G1, isso tem a ver com a pandemia – quando Biden recebeu o convite formal do Congresso para falar, em janeiro, a variante Ômicron estava se espalhando pelo país e por todo o mundo, e o discurso presidencial normalmente acontece diante de uma audiência cheia de deputados, senadores e convidados.

A data mais tardia fez com que a fala de Biden ganhasse ainda mais relevância, já que ocorre em meio à ofensiva russa na Ucrânia.

Publicidade