Cidade onde moram funcionários da usina de Chernobyl é tomada pelos russos

Governador Oleksandr Pavlyuk não descreveu como a cidade foi tomada, mas afirmou que houve protesto a favor da Ucrânia

Cidade onde moram funcionários da usina de Chernobyl é tomada pelos russos
Até o momento, os russos não se pronunciaram sobre a tomada da cidade (Créditos: Daniel Berehulak/Getty Images)

Local onde moram funcionários que trabalham nas plantas da extinta usina de energia nuclear de Chernobyl, cidade de Slavutych, na Ucrânia, foi tomada neste sábado (26) pelos russos. A informação foi divulgada pelo governador da região de Kiev.

Publicidade

O governador Oleksandr Pavlyuk, em um texto que publicou em rede social, não descreveu como a cidade foi tomada, mas afirmou que houve um protesto a favor da Ucrânia. Os russos responderam com tiros para o alto para dispersar as pessoas que estavam na manifestação no centro de Slavutych.

Até o momento, os russos não se pronunciaram sobre a tomada da cidade. Eles já haviam tomado a região onde fica a cidade fantasma de Pripyat e a usina de Chernobyl. Slavutych é localizada logo ao lado da zona de exclusão em torno de Chernobyl.

O pior desastre nuclear aconteceu nessa usina, em 1986. Por mais que o local não funcione como gerador de energia, é preciso fazer manutenção lá. Mesmo depois da invasão das forças russas há trabalhadores em Chernobyl.

Oleksiy Arestovych, assessor da presidência da Ucrânia, disse que o local virou importante para a guerra. Na sexta-feira (25), a Ucrânia já tinha avisado que soldados da Rússia estavam perto da cidade. Antes da invasão, cerca de 25 mil pessoas moravam lá. A Câmara de Vereadores pediu para que os moradores tentem manter a calma.

Publicidade