Em alerta a radiação, forças russas deixam Chernobyl

Um número pequeno de tropas russas ainda permanecem em Chernobyl

A companhia nuclear estatal ucraniana, disse nesta quinta-feira (31) que a maioria das forças russas que estavam na estação de energia nuclear de Chernobyl, deixou a usina desativada. Segundo a companhia o que pode ter afastado as forças russas, forma as preocupações com a radiação. Um número pequeno de tropas russas ainda permanecem em Chernobyl.

Publicidade

De acordo com estatal ucraniana Energoatom, os funcionários ucranianos haviam alertado que as forças russas planejavam deixar o território. A nota da empresa divulgada pela CNN, diz que “a informação é confirmada que os ocupantes, que tomaram a usina nuclear de Chernobyl e outras instalações na zona de exclusão, deixaram o local em duas colunas, em direção à fronteira ucraniana com a República de Belarus”.

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu a Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Um dos motivos desta invasão é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente, sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.