Mark Lanegan, do Screaming Trees, morre aos 57 anos

Mark foi uma das principais vozes do grunge nos anos 90

mark-lanegan-do-screaming-trees-morre-aos-57-anos
O cantor Mark Lanegan se apresenta no palco durante o 8º Anual MusiCares MAP Fund Benefit no Club Nokia em 31 de maio de 2012 em Los Angeles, Califórnia. (Crédito: Mark Davis/Getty Images)

Mark Lanegan, líder da banda Screaming Trees e também cantor do Queens of the Stone Age, morreu nesta terça-feira (22) aos 57 anos na Irlanda.

Publicidade

A notícia foi divulgada no perfil oficial do cantor no Twitter. “Nosso amado amigo Mark Lanegan morreu essa manhã em sua casa em Killarney, na Irlanda. Um amado cantor, compositor autor e músico, ele tinha 57 anos e deixa sua mulher Shelley. Não há mais informações disponíveis por enquanto. Por favor, respeitem a privacidade da família”, diz o comunicado.

Dono de uma voz grave e áspera, Mark começou a carreira no Screaming Trees ainda em 1984. O hard rock com doses de psicodelia do grupo foi influente na formação da cena grunge. Mark seguiu por quase quarenta anos de carreira passando principalmente pelo rock alternativo, folk e blues.

Mark foi responsável pelo hit “Nearly lost you” e teve uma trajetória de colaborações musicais diversas, dos colegas do rock de Seattle à eletrônica do Bomb the Bass.

Publicidade

Screaming Trees não chegou a atingir o status de pares como Nirvana, Pearl Jam, Soundgarden ou Alice in Chains. Mas Lanegan sobressaiu, mesmo posto ao lado dessa geração de prodígios da voz. O Screaming Trees se separou em 2000. Mark já tinha uma carreira solo mesmo antes disso.

Mais tarde, ele gravou músicas essenciais do Queens of the Stone Age, como “No One Knows” e “Burn the witch”.

Publicidade