Pelo menos 16 turistas morreram em nevasca na Ásia

A nevasca começou na noite dessa terça-feira (04), e continuou durante a semana, o que atraiu visitantes ao local

Pelo menos 16 turistas morreram em nevasca na Ásia
A mídia local informou que mais de 100.000 veículos entraram na estação de montanha (Crédito: Scott Eisen/Getty Images)

Pelo menos 16 turistas que estavam aproveitando a neve, morreram em uma nevasca no Paquistão, na Ásia, neste sábado (08), segundo a Agência britânica de notícias, Reuters.

Publicidade

O ministro do Interior do Paquistão, Sheikh Rashid Ahmed, deixou uma mensagem de vídeo para comentar a tragédia, “Pela primeira vez em 15 a 20 anos, esse grande número de turistas lotou Murree, o que criou uma grande crise”.

Com a mensagem, “Islamabad: 8 de janeiro. Mensagem importante sobre os turistas que faleceram”, o ministro também disse no vídeo que cerca de 1.000 carros ficaram presos na estação do morro, uma cidade elevada da área próxima, confirmando que “16 a 19 mortes ocorreram em seus carros”.

Ainda segundo a agência britânica, a nevasca, começou na noite dessa terça-feira (04), e continuou durante a semana, o que atraiu vários turistas. O grande número de visitantes no local, acabou gerando um congestionamento, e muitas famílias acabaram ficando presas nas estradas. A mídia local informou que mais de 100.000 veículos entraram na estação de montanha.

“As mortes foram causadas por resfriado ou envenenamento por monóxido de carbono (CO)? O CO é inodoro, letal se um carro parado for enterrado na neve, o escapamento bloqueado (silenciador) pode matar rapidamente os passageiros ao respirarem CO”, Disse o Dr. Faheem Yonus, chefe de doenças infecciosas da Universidade de Maryland, UCH, em um tweet.

Também por meio das redes sociais, o primeiro-ministro Imran Khan expressou choque com as “mortes trágicas” dos turistas, “Ordenamos a investigação e estabelecemos regras rígidas para garantir a prevenção de tais tragédias”. As autoridades não comentaram oficialmente sobre a possível causa das mortes.