Uso de máscaras e passaporte da vacina serão obrigatórios nos desfiles de SP

Reunião realizada nesta segunda (17) decidiu sobre a obrigatoriedade; mais detalhes serão divulgados nesta quinta (20)

Uso de máscaras e passaporte da vacina serão obrigatórios nos desfiles de SP
Desfile realizado em São Paulo, 2014 (Créditos: Ricardo Bufolin/Getty Images)

A secretaria municipal da saúde, junto com a Vigilância Sanitária e a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo, fizeram uma reunião nesta segunda-feira (17) para decidir sobre os protocolos de saúde para os desfiles do Carnaval 2022, no sambódromo do Anhembi em SP.

Publicidade

No encontro, ficou decidido que será obrigatório o uso de máscara e apresentação de passaporte de vacina durante os desfiles de SP. Ainda serão divulgados nesta quinta-feira (20) mais detalhes sobre o protocolo do Carnaval, em uma entrevista coletiva.

Também foi decidido na reunião que só poderão entrar no Anhembi para prestigiar os desfiles, quem estiver com o esquema vacinal com pelo menos duas doses da vacina contra a Covid-19. Edson Aparecido, secretário municipal da Saúde, também esteve presente na reunião.

A prefeitura de São Paulo, na quinta-feira (06), decidiu cancelar o Carnaval de rua deste ano. A medida foi adotada devido ao aumento de casos da Covid-19. Antes desta decisão da prefeitura, de cancelar o Carnaval de rua, os blocos de São Paulo divulgaram um manifesto desistindo dos desfiles diante da alta de casos de Covid-19.

Publicidade

Abaixo a nota da Secretaria Municipal:

“A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realizou na tarde desta segunda-feira (17), a segunda reunião com representantes da Liga das Escolas de Samba de São Paulo, da União das Escolas de Samba Paulistanas, da São Paulo Turismo (SPTuris) e da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), para discutir vários pontos do protocolo sanitário para os desfiles de Carnaval 2022 no Sambódromo do Anhembi, na capital. A versão final do protocolo será concluída até a próxima quinta-feira (20).

O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, conduziu a reunião que também contou com a presença da secretária municipal da Cultura, Aline Torres, e do chefe de gabinete da SPTuris, Gustavo Pires. A secretária Aline Cardoso, de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, participou virtualmente. Representantes das secretarias municipais de Esportes e Lazer (Seme), de Segurança Urbana (SMSU) e de Mobilidade e Trânsito também marcaram presença.

O Coordenador de Vigilância em Saúde (Covisa), Luiz Artur Caldeira, apresentou aos participantes a situação epidemiológica do município de São Paulo nesta fase da pandemia.”

Publicidade