Vacina da Pfizer para variante Ômicron estará pronta em março, diz CEO

Albert Bourla, CEO da Pfizer, disse que estão trabalhando em uma nova versão que será eficaz contra a variante Ômicron e novas cepas

Vacina da Pfizer para variante Ômicron estará pronta em março, diz CEO
A Comissária em exercício da FDA, Janet Woodcock, disse que, se uma dose de reforço da vacina atual parece oferecer proteção suficiente, não terá tanta necessidade de uma vacina específica só para variante Ômicron (Créditos: Jens Schlueter/Getty Images)

Albert Bourla, CEO da empresa Pfizer, afirmou nesta segunda-feira (10) que uma vacina está sendo desenvolvida especificamente para a variante Ômicron da Covid-19, e estará pronta em março.

Publicidade

“Estamos trabalhando em uma nova versão de nossa vacina, uma versão que também será eficaz contra a Ômicron, não que não seja eficaz contra as outras variantes, mas também contra a Ômicron”, disse Bourla à CNBC. “A esperança é que consigamos algo que tenha uma proteção muito, muito melhor, principalmente contra infecções, porque a proteção contra as internações e doenças graves, é satisfatória agora com a vacina atual, desde que você receba a terceira dose”.

Essa vacina estará pronta em março. Não sei se precisaremos, não sei se e como será usada, mas estará pronta”, disse Bourla. “Na verdade, já começamos a fabricar algumas dessas quantidades, portanto, se houver necessidade dessa vacina, teremos imediatamente, porque há muitos governantes que gostariam de vê-la imediatamente”.

Líderes da Food and Drug Administrations, agência parecida com a Anvisa dos Estados Unidos, falaram na segunda-feira passada que, por mais que os desenvolvedores das vacinas trabalhem para um imunizante específico para Ômicron, ela pode não ser necessária.

“Ainda não sabemos se a Ômicron se tornará a variante dominante ao longo do tempo. Pode ser que tenhamos uma onda muito rápida de Ômicron e algo mais ficará para trás. Até que entendamos isso, não podemos dizer com certeza o que faremos com uma vacina da variante”, disse Peter Marks, diretor do Centro de Avaliação e Pesquisa Biológica da FDA. “Em outras palavras, ainda não sabemos se ela terá que ser implantada, mas estaremos prontos caso seja necessário”.

Publicidade

A Comissária em exercício da FDA, Janet Woodcock, disse que, se uma dose de reforço da vacina atual parece oferecer proteção suficiente, não terá tanta necessidade de uma vacina específica só para  variante Ômicron.

Publicidade