Aumento de casos de Covid-19 e gripe em funcionários faz Latam cancelar 111 voos

O número é equivalente a 1% de voos domésticos e internacionais previstos para janeiro; cancelamento de voos da companhia chega a mais de 200

Aumento de casos de Covid-19 e gripe em funcionários faz Latam cancelar 111 voos
A Latam já havia anunciado no domingo (9), o cancelamento de outros 47 voos (Créditos: Marcelo Hernandez/Getty Images)

Em meio ao aumento de casos de Covid-19 e gripe, que estão levando ao afastamento de funcionários da companhia aérea, a Latam informou nesta segunda-feira (10), que foram cancelados 111 voos que estavam previstos até o dia 16 de janeiro.

Publicidade

O número é equivalente a 1% de voos domésticos e internacionais previstos para janeiro de 2022.

A empresa disse em nota que “lamenta essa situação, totalmente alheia à sua vontade”, e recomendou que os clientes verifiquem as previsões para o voo no site da Latam antes de ir para um aeroporto.

A Latam já havia anunciado no domingo (9), o cancelamento de outros 47 voos. Mais de 100 voos da Azul, outra companhia aérea, também foram cancelados só na última semana. 

Sem multa ou diferença no valor, os clientes podem trocar as datas das viagens canceladas pelo site da Latam, ou podem solicitar o reembolso da passagem.

Publicidade

Também foi dito pela companhia aérea que o uso de máscara nos aviões é obrigatório, e que passageiros infectados pela Covid-19 devem remarcar a data do seu voo sem multa, mas com o pagamento da diferença da tarifa.

Nesta segunda-feira, a Azul também informou que alguns de seus voos do mês de janeiro precisaram ser reprogramados devido ao “aumento no número de dispensas médicas entre seus tripulantes”. Porém, a companhia não disse o número das alterações.

Em janeiro, os casos de afastamento médico aumentaram em 400% na empresa.  “Casos esses que, em sua totalidade, apresentaram um quadro com sintomas leves – e tem acompanhado o crescimento do número de casos de gripe e covid-19 no Brasil e no mundo”, diz a Azul.

Publicidade

De acordo com a empresa, 90% das operações continuam funcionando normalmente. Os clientes que foram afetados estão sendo notificados sobre as novas datas, com reacomodação em voos da própria companhia aérea.

Publicidade