Estação Vila Sônia, é inaugurada por Doria após 7 anos de atraso

Prometida para 2014, passageiros só poderão utilizar a estação a partir deste sábado (18) em horário reduzido. Obras da Linha Amarela começaram há 17 anos e governo de SP vai ter que pagar multa de R$ 700 milhões à concessionária devido ao atraso

Estação Vila Sônia, é inaugurada por Doria após 7 anos de atraso
linha 4- Amarela passa a ter 11 estações (Crédito: Reprodução Redes Sociais)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), inaugurou na manhã desta sexta-feira (17) a estação Vila Sônia da Linha 4- Amarela do Metrô. A obra, que foi entregue com 7 anos de atraso e 17 anos após o início das obras, deve receber 86 mil passageiros por dia.

Publicidade

Com previsão de entrega para 2014, o complexo Vila Sônia, formado por um terminal de ônibus, um pátio de manobras e uma estação de metrô, já recebeu um investimento de R$ 2,1 bilhões.

Essa foi a última estação a ficar pronta na Linha 4-Amarela e será operada pelo consórcio ViaQuatro. Com o novo trecho de 1,5 km, a estação vai ligar a Vila Sônia, na Zona Sul, com a Luz, na região central. E a linha 4- Amarela passa a ter 11 estações. De acordo com o governo do estado, existe um projeto para estender a linha até Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

Devido ao atraso, o governo de São Paulo vai ter que pagar uma multa de R$ 700 milhões para a concessionária ViaQuatro, que opera a linha. A multa foi parcelada e será paga ao longo de anos. Um dos motivos da demora da conclusão das obras da linha foi o acidente na estação Pinheiros em 2007, que deixou sete mortos.

A estação Vila Sônia vai funcionar a partir deste sábado (18) em esquema de operação assistida, com horário reduzido. A circulação dos trens vai funcionar entre 10h e 13h, sem cobrança de tarifa. Após o período de testes, cuja duração ainda não foi definida, a operação será ampliada gradativamente, para funcionar diariamente das 4h40 à 0h, dentro do padrão do restante da rede do Metrô.

Publicidade

A nova estação é composta por uma estação de metrô subterrânea e um terminal de ônibus urbanos intermunicipais e municipais.

Nas redes sociais João Doria comemorou a entrega