Greve de ônibus e problemas nos trens na Baixada Fluminense

Em decorrência das falhas com os trens da Supervia, 54 estações nem se quer abriram na manhã desta quarta-feira (6)

Greve de ônibus e problemas nos trens na Baixada Fluminense
Trem no Rio de Janeiro (Créditos: Mario Tama/Getty Images)

A Baixada Fluminense nesta quarta-feira (6) enfrenta problemas com trens da SuperVia e, ainda, greve de ônibus de linhas intermunicipais. A greve dos rodoviários se iniciou nesta madrugada de quarta-feira.

Publicidade

Em decorrência das falhas com os trens da Supervia, 54 estações nem se quer abriram nesta manhã. De acordo com o portal G1, 3,1 milhões de pessoas podem ser afetadas pelas paralisações no transporte público.

Segundo a SuperVia, responsável pelos trens, os problemas eram nos ramais de Saracuruna, que cruza Duque de Caxias em direção ao Rio, e o de Beldford Roxo, que passa por São João do Meriti. A empresa diz que o problema nos trilhos em Saracuruna se deu por uma falha na sinalização e em Beldford Roxo, por furto de cabos.

A greve dos ônibus foi convocada pelo Sindicato dos Rodoviários de Nova Iguaçu e região, que também representa Nilópolis e Mesquita. Os ônibus que iam para a Barra da Tijuca não rodavam em Nova Iguaçu, por exemplo.

A categoria do sindicato afirma que está sem reajusta há três anos. Além disso, também não aceitou a proposta patronal de 2% de aumento e mais R$ na cesta básica.  “Por decisão em caráter liminar, a Justiça determinou o comparecimento mínimo de 60% dos trabalhadores, sob pena de multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento”, disse o Transônibus, sindicato que representa as empresas de ônibus.

Publicidade

Publicidade