Jovem é agredido por guarda municipal depois de estar imobilizado em praia de SP

Pessoas que passavam pelo local disseram que a ação dos guardas foi muito rápida, e que no momento não dava para entender o que estava acontecendo

Jovem é agredido por guarda municipal depois de estar imobilizado em praia de SP
No vídeo, um dos guardas, chuta o homem que já está imobilizado no chão (Créditos: Andre Coelho/Getty Images)

Após um jovem de 20 anos ter sido imobilizado por um guarda municipal na tarde deste domingo (6), ele foi chutado em frente a um quiosque da praia da Enseada, no Guarujá, litoral Sul de São Paulo, por equipes da Polícia Militar e da GCM (Guarda Civil Municipal).

Publicidade

Um banhista que estava no local gravou toda a cena. Nas imagens, é possível ver o momento em que o rapaz é imobilizado por três PMs, com apoio de outros três guardas. No vídeo, à direita, um dos guardas, chuta o homem que já está imobilizado no chão.

Outro guarda municipal, à esquerda do vídeo, pressiona o rosto do jovem contra a areia algumas vezes. Havia uma bicicleta caída do lado do rapaz, e rapidamente um terceiro guarda retira de perto.

Pessoas que passavam pelo local disseram que a ação dos guardas foi muito rápida, e que no momento não dava para entender o que estava acontecendo. Algumas pessoas criticaram a forma que o rapaz estava sendo abordado e tratado.

‘No calor dos acontecimentos’, diz secretaria

A Sedecon (Secretaria de Defesa e Convivência Social de Guarujá) disse que a equipe da GCM foi chamada por populares, que disseram que havia um homem de 20 anos suspeito de ter realizado um roubo perto da rua Sílvio Daige, nas imediações da praia da Enseada.

Publicidade

A pasta disse, por meio de uma nota, que os guardas com apoio dos PMs, pegaram o suspeito, que teria resistido à voz de prisão, “reagindo também com xingamentos e palavras de baixo calão, momento em que foi dada voz de prisão por desacato à autoridade”.

“A partir daí, diante da resistência, foi necessário o uso de força moderada para imobilizar o suspeito, momento no qual um dos agentes da GCM, no calor dos acontecimentos, tomou uma atitude isolada e que não condiz com o treinamento oferecido pela Sedecon”, diz a secretaria.

As imagens que foram capturadas, serão analisadas pelo setor de Justiça e Disciplina e também pela Corregedoria da GCM. “O agente em questão será preventivamente afastado das funções operacionais até que haja uma rigorosa apuração dos fatos”.

Publicidade

A identidade do guarda e do suspeito não foram reveladas pela Sedecon. A Prefeitura do Guarujá, informou que o rapaz foi levado à UPA Rodoviária, onde passou por exames que atestaram ausência de hematomas pelo seu corpo.

“A ocorrência foi finalizada na Delegacia Sede de Guarujá, onde o homem foi apresentado, com o devido laudo médico, à autoridade de plantão, sendo ratificada a prisão em flagrante e arbitrada uma fiança de dois salários mínimos”, disse a prefeitura em nota.