gravidez interrompida

Menina de 11 anos que foi estuprada em SC consegue fazer aborto, diz MPF

Hospital havia sido recomendado pelo MPF a realizar o procedimento nos casos autorizados por lei, independentemente de autorização judicial.

menina-de-11-anos-que-foi-estuprada-em-sc-consegue-fazer-aborto-diz-mpf
Juíza impede aborto de menina de 11 anos que engravidou após ser estuprada em SC (Crédito: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta quinta-feira (23) que o procedimento de interrupção de gestação foi realizado na menina de 11 anos que foi impedida de fazer aborto após ser estuprada em Santa Catarina. De acordo com a assessoria de imprensa do MPF, o aborto foi realizado na quarta-feira (22).

Publicidade

O hospital, que não divulgou informações sobre a paciente por razões de privacidade, recebeu recomendação do MPF para realizar o aborto nos casos autorizados por lei, independentemente de autorização judicial, idade gestacional ou tamanho do feto.

Em comunicado, o MPF informou que o hospital “comunicou à Procuradoria da República, no prazo estabelecido, que foi procurado pela paciente e sua representante legal e adotou as providências para a interrupção da gestação da menor”. 

Ainda segundo o MPF, o aborto legal não requer qualquer autorização judicial ou comunicação policial, assim como não existem, na legislação, limites relacionados à idade gestacional e ao peso fetal para realização do procedimento.

A criança descobriu a gestação quando tinha 22 semanas, foi impedida de realizar o procedimento e levada a um abrigo. O caso ganhou repercussão na segunda-feira (20), após uma reportagem do Portal Catarinas e The Intercept.

Publicidade

Nesta teraç-feira, o MPF havia informado que investigará a unidade por negar o atendimento à menina de 11 anos vítima de estupro que chegou grávida ao local, junto com a mãe. Na época com 10 anos e com 22 semanas de gestação, a criança teve o seu direito de acesso ao aborto legal negado porque a unidade só realizava aborto em gestações de até 20 semanas.

 

 

Publicidade