Ministro da Cidadania, João Roma troca Republicanos pelo PL

Roma é pré-candidato ao governo da Bahia e enfrentava resistência dentro do Republicanos

ministro-da-cidadania-joao-roma-troca-republicanos-pelo-pl
O Ministro da Cidadania João Roma (E) e o presidente Jair Bolsonaro (D) (Crédito: Andressa Anholete/Getty Images)

O ministro da Cidadania, João Roma, anunciou nesta sexta-feira (25) que irá trocar o Republicanos pelo PL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro. Roma é pré-candidato ao governo da Bahia.

Publicidade

“Aceitei com entusiasmo o desafio de, junto ao PL, apresentar à Bahia um modelo que resgate nosso orgulho e protagonismo nacional”, escreveu o ministro em seu Twitter. Roma também agradeceu a Bolsonaro pela “confiança” e ao presidente do Republicanos, Marcos Pereira, “pelo acolhimento e elevado espírito público”.

No início de março o então presidente do PL na Bahia, José Carlos Araújo, deixou o partido devido à possibilidade de filiação de Roma. Araújo é aliado do ex-prefeito ACM Neto (União Brasil), que é favorito na disputa ao governo baiano e rejeita a possibilidade de dar espaço em seu palanque para Bolsonaro.

Outros ministros que estarão nas eleições

Apesar da saída de João Roma, seus colegas ministros Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) devem se filiar ao Republicanos. Tarcísio é pré-candidato ao governo de São Paulo, enquanto Damares ainda avalia a qual cargo concorrer.

Publicidade

Durante visita a Rondônia em fevereiro, Bolsonaro (PL) afirmou que 11 ministros devem deixar o governo para disputarem as eleições de 2022.  Segundo Bolsonaro, a ‘super troca’ dos ministérios deve ocorrer no fim de março. “Dia 31 de março, um grande dia, é um pacotão: 11 saem, 11 entram. Da minha parte, vocês só vão saber via Diário Oficial da União”, afirmou o presidente.