Mulher morre após hidrolipo em Duque de Caxias

Sete horas após o procedimento a vítima teve alta, mas começou a passar mal

mulher-morre-apos-hidrolipo-em-duque-de-caxias
O médico da vítima tentou reanimá-la, mas ela não resistiu (Crédito: Christopher Furlong/Getty Images)

Uma mulher morreu após realizar uma hidrolipo em Duque de Caxias. Rosimery de Freitas Dário, 50 anos, começou a passar mal após receber alta. Ela foi levada para a clínica que foi atendida e chegou a passar novamente pelo médico, mas ele fugiu após perceber que ela estava morta. A Polícia Civil do Rio de Janeiro, investiga o caso.

Publicidade

Segundo a família da vítima, a cirurgia aconteceu na segunda-feira (24). Na terça-feira (25), sete horas após o procedimento ela teve alta e se sentiu mal em casa. Por recomendação médica Rosimery voltou a clínica Cemear, mas teve uma parada cardíaca e morreu. O médico que realizou o procedimento é Ronald Renti da Rocha, que se apresenta como o responsável da clínica, que a mulher morreu após a hidrolipo em Duque de Caxias.

O médico tentou fazer processos de reanimação na paciente, mas ela não resistiu. A família conta que ele se desesperou e saiu sem dar o atestado de óbito. De acordo com o G1 a prima de Rosimery que a acompanhava, relatou que o médico fez massagem cardíaca e assoprava a boca da paciente. Ela também contou que Ronald Renti da Rocha, pediu perdão à família e disse que fez tudo o que pode.