após denúncias

Senado aprova investigação de violência contra a comunidade Yanomami

A pergunta “cadê os Yanomami?” entrou para os assuntos mais comentados no Twitter nesta semana

Assunto gera indignação nas redes sociais. (Crédito: Reprodução)

Após denúncias de violência contra a comunidade Yanomami, a Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal aprovou a realização de uma diligência para investigar a situação. O pedido foi feito pelo Senador Humberto Costa (PT-PE).

Publicidade

“Tanto o Ministério Público Federal (MPF) quanto o Supremo Tribunal Federal (STF) cobraram o governo brasileiro por explicações e ações efetivas para frear a crise que atinge esta comunidade. No entanto, o que observamos é que o Estado brasileiro ainda é omisso e está deixando a Comunidade Yanomami desaparecer”, apontou o senador.

Publicidade

De acordo com o site Aventuras na História, o caso gerou indignação também do deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ), que exige que a Justiça brasileira forneça respostas sobre crimes cometidos por garimpeiros contra esta comunidade.

No dia 25 de abril, Júnior Hekurari, líder indígena de Waikás, realizou uma denúncia sobre garimpeiros que teriam se aproveitado de um momento em que grande parte dos indígenas da comunidade havia ido caçar para invadir a comunidade. Apenas uma mulher, uma menina de 12 anos e uma criança pequena, se encontravam no local. Elas foram levadas para o acampamento de um garimpo ilegal de ouro e a garota foi violentada até a morte. A criança foi jogada no rio e está desaparecida.

Publicidade