entrevista exclusiva

‘Show de Ludmilla foi de fato um ato político’, afirma Fernando Holiday

Para o vereador, o grande problema do suposto ato político de Ludmilla se dá pelo patrocínio público do evento em que a cantora se manifestou.

show-de-ludmilla-foi-de-fato-um-ato-politico-afirma-fernando-holiday

O vereador Fernando Holiday (Novo) entrou com uma ação contra a Prefeitura de São Paulo e a cantora Ludmilla para tentar suspender o pagamento do show realizado durante a Virada Cultural no último domingo (29). O parlamentar classificou o evento como um “showmício” em apoio ao pré-candidato à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), uma vez que a cantora pediu ao público que fizesse o “L” com a mão, gesto utilizado em apoio à campanha do ex-presidente.

Publicidade

Em entrevista exclusiva ao Grupo Perfil, Holiday afirma que o show de Ludmilla foi ”de fato um ato de campanha política”, visto que a cantora além de ”fazer o ‘L’ de Lula, colocou no fundo do palco as cores do Partido dos Trabalhadores”.

Para o vereador, o grande problema do suposto ato político de Ludmilla se dá pelo patrocínio público do evento em que a cantora se manifestou. ”Se o show fosse privado, com investimento de grandes empresários, eu não estaria entrando nessa discussão. A ação que eu movi contra a cantora e contra a Prefeitura é principalmente por conta do uso de dinheiro público”, afirmou Holiday.

”Os R$ 222 mil que ela [Ludmilla] recebeu era pra fazer um show absolutamente isento de manifestações políticas, seja pra Lula ou pra qualquer outro candidato”, acrescentou o vereador.

Confira a entrevista completa em nosso canal do Youtube.

Publicidade

 

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade