Sete bancos russos são excluídos do sistema Swift

No sábado (26), a União Europeia, Estados Unidos, Reino Unido e Canadá bloquearam alguns bancos russos do Swift

(Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

A União Europeia decidiu excluir sete bancos russos do sistema de comunicação interbancária, Swift. Esse sistema é responsável pelas transações internacionais, que permite recursos entre empresas de diferentes países. Está decisão foi em resposta da invasão da Rússia à Ucrânia.

Publicidade

Os bancos terão dez dias para encerrar suas operações no Swift, dentre eles estão VTB, Bank Otrkitie, Novikombank, Promsvyazbank, Bank Rossiya, Sovcombank e VEB. De acordo com a CNN uma autoridade da União Europeia relatou “Todos esses bancos que listamos sob o Swift são baseados em sua conexão com o Estado e a conexão implícita com o esforço de guerra. Não adotamos uma proibição geral em todo o sistema bancário”.

No sábado (26), a União Europeia, Estados Unidos, Reino Unido e Canadá bloquearam alguns bancos russos do Swift. Dois bancos que não foram inclusos na lista foram o Sberbank e o Gazprombank, por serem os principais canais de pagamento de de petróleo e gás russos, além de que países da União Europeia ainda estão comprando.

Conflito Rússia e Ucrânia

Na quinta-feira (24), o governo russo invadiu à Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Alguns dos motivos pelo qual esta invasão aconteceu é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Publicidade

“Em coordenação com alguns países, vou agora propor novas medidas aos líderes da UE para fortalecer nossa resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia e prejudicar a capacidade de Putin de financiar sua máquina de guerra.”

“Primeiro, nos comprometemos a garantir que um certo número de bancos russos seja removido do SWIFT. Isso os impedirá de operar em todo o mundo e bloqueará efetivamente as exportações e importações russas.”