Criptomoedas

Criptomoedas têm queda repentina e Bitcoin recua

Bitcoin recua para mínima de 3 semanas.

Criptomoedas têm queda repentina e bitcoin recua
(Crédito: Dan Kitwood/Getty Images)

Hoje (19), as criptomoedas caíram acentuadamente, com uma liquidação repentina, a qual levou o bitcoin (BTC) para uma mínima de três semanas. Por volta das 10h (horário de Brasília), a principal criptomoeda negociava em torno de US$ 21.490, uma queda de 8,2% no dia. 

Publicidade

Junto ao bitcoin, o  Ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda, também caía 8,2%. Estas quedas não apresentaram motivo aparente. 

“Não está mostrando o padrão de um colapso relâmpago, já que os ativos não se recuperaram imediatamente, mas caíram ainda mais nas horas seguintes”, disse Susannah Streeter, analista sênior de investimentos e mercados da Hargreaves Lansdown, para a CNN. 

Neste ano as criptomoedas tiveram muitas quedas devido aos aumentos das taxas de juros pelo Federal Reserve e à inflação crescente que levou os investidores a abandonar ativos mais arriscados.

Esses movimentos bruscos são comuns no mercado de criptomoedas. Em 15 de junho, os investidores ficaram assustados com o colapso da stablecoin TerraUSD e o congelamento de saques pelo banco de criptomoedas Celsius Network e o bitcoin caiu mais de 15%, caminhando nesta sexta-feira para o seu pior dia desde o colapso de junho.

Outras criptomoedas entre as 20 maiores por capitalização de mercado, como a Cardano (ADA), a Solana (SOL) e o Polkadot (DOT) apresentaram queda acima de dois dígitos.

Publicidade