Investimentos

Inter negocia ações na Nasdaq, bolsa de tecnologia de Nova York

Com a mudança, o Inter busca diversificar a base de investidores, serviços, produtos e clientes. Acionistas conseguem investir diretamente na Nasdaq.

Inter negocia ações na Nasdaq, bolsa de tecnologia de Nova York
Inter começou a negociar ações na Nasdaq nesta quinta-feira (23) (Crédito: Divulgação/ Redes Sociais)

O banco Inter começou a negociar ações na Nasdaq, bolsa de tecnologia de Nova York, nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (23). No entanto, os ativos BIDI3, BIDI4 e BIDI11, que estavam sendo negociados na B3 desde o IPO da instituição, em 2018, migrarão para a Inter&Co na bolsa americana, com código INTR. Durante a cerimônia, a Times Square ficou laranja enquanto transmitiam imagens do logo do banco Inter.

Publicidade

O CEO do Inter, João Vitor Menin, disse no evento de lançamento que “é um sonho se tornando realidade. Estamos entrando na bolsa americana, e queremos abrir as portas para imigrantes, para americanos, para que todos tenham e tirem o melhor proveito dos nossos serviços, e claro, toda nossa tecnologia”.

A Nasdaq é especializada em empresas do setor de tecnologia. Segundo o banco, com a migração para ações na Nasdaq, eles esperam diversificar a base de investidores, serviços, produtos e clientes. O Inter também busca expandir os negócios no mercado internacional e replicar o modelo de super aplicativo com baking, investimentos nacionais, internacionais, remessas internacionais, seguros e marketplace globalmente. Os acionistas conseguem investir diretamente na Nasdaq ou, se quiserem, podem utilizar o aplicativo do banco para converter os BRs (Brazilian Depositary Receipts).

O Inter atua no mercado desde a década de 1990, porém a primeira conta 100% digital foi lançada somente em 2015. Atualmente a empresa contabiliza mais de 20 milhões de clientes. 

 

Publicidade
Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Inter (@bancointer)

Publicidade