Brasil classifica mais três skatistas para final do Mundial de street

O evento é disputado em Jacksonville, neste domingo

brasil-classifica-mais-tres-skatistas-para-final-do-mundial-de-street
Brasil classifica mais três skatistas (Crédito: Agência Brasil)

O skate brasileiro classificou mais três representantes para as finais masculina e feminina do Mundial de street (estilo praticado em obstáculos de rua, como escadarias ou corrimões). Nesse sábado (13), Pâmela Rosa, Lucas Rabelo e Kelvin Hoefler garantiram lugar na decisão dos respectivos gêneros, a chamada “Super Coroa”.

Publicidade

O evento é disputado em Jacksonville, estado da Flórida (Estados Unidos). As finais serão neste domingo (14): a disputa feminina começa às 14h e a masculina às 16h30 (horários de Brasília).

Não tem jeito, o ???????? é o país do ????!⁰⁰1️⃣ @rayssaleal ????‍♀️ ⁰2️⃣ @Pamelarosaskt ????⁰3️⃣ Felipe Gustavo
4️⃣ @kelvinhoefler
5️⃣ Lucas Rabelo⁰
São 5 finalistas na @StreetLeague!
⁰Vocês são DEMAIS! pic.twitter.com/gaenWzN0w8

— Time Brasil (@timebrasil) November 13, 2021

No feminino, Pâmela foi a melhor skatista da etapa classificatória, com 16.2 no somatório das notas. Na final, ela terá como rival a também brasileira Rayssa Leal, medalhista de prata na Olimpíada de Tóquio (Japão), que estava garantida por ser uma das quatro melhores atletas da temporada. Também avançaram as holandesas Candy Jacobs e Keet Oldenbeuving e a norte-americana Samarria Brevard.

Publicidade

O país também foi representado na classificatória feminina por Marina Gabriela, que ficou na sexta e última colocação, com 8.4 de somatório. Letícia Bufoni e Gabriela Mazetto também estavam inscritas, mas não participaram. A primeira não viajou por razões pessoais e a segunda não pôde entrar nos EUA devido a mudanças na legislação sanitária para acesso de estrangeiros. Ela precisava ter 14 dias da segunda dose da vacina contra o novo coronavírus (covid-19), mas tinha sete.

Entre os homens, os brasileiros obtiveram as melhores notas gerais da eliminatória. Lucas ficou em primeiro com 26.7, dois décimos a frente de Kelvin, prata em Tóquio. Eles se juntam a Felipe Gustavo, assegurado na Super Coroa pelos resultados anteriores. O australiano Shane O’Neil e o norte-americano Jagger Eaton (bronze na Olimpíada) também avançaram à final.

Mais três skatistas do país brigaram por um lugar na decisão masculina. Carlos Ribeiro ficou na quinta posição, Filipe Mota foi o 17º colocado e Luan Oliveira terminou em 18º lugar.

Publicidade

(Agência Brasil)