Djokovic é deportado e chega aos Emirados Árabes

O tenista sérvio, havia desembarcado na Austrália sem o certificado de vacinação

djokovic-e-deportado-e-chega-aos-emirados-arabes
Tenista Novak Djokovic (Crédito: Clive Brunskill/Getty Images)

O tenista Novak Djokovic desembarcou em Dubai, nos Emirados Árabes após ter sido deportado da Austrália, nesse domingo (16). Djokovic aguardava uma decisão da justiça, visto que havia entrado na Austrália sem ter sido vacinado contra a Covid-19. O tenista estava no país para participar do campeonato Australian Open e não foi autorizado a continuar no país.

Publicidade

O voo em que estava o tenista, chegou em território árabe, nesta manhã de segunda-feira (17). No aeroporto alguns fãs prestigiaram o tenista e tiraram selfies. Em sua rede social, no dia 10 de janeiro, Djokovic agradeceu todos que estiveram com ao seu lado, neste momento e que o ajudou a permanecer forte. Além disso, o Djokovic fez outra declaração em que dizia estar decepcionado com a decisão da Corte de não levar em consideração a decisão do Ministro.

O cronograma do Australian Open, confirmado um pouco antes da decisão da justiça, mostrava que o tenista número um, entraria em quadra nesta segunda-feira (17) e disputaria contra Miomir Kecmanovic. Djokovic, estaria na disputa em busca do seu 21º título de Grand Slam. De momento, o tenista que foi deportado da Austrália, desembarcou em Dubai e afirmou que tirará um tempo de descanso.

O italiano Salvatore Caruso, número 150 do mundo é o nome convocado para substituir o tenista sérvio.

O tenista sérvio, Novak Djokovic havia comentado em seu Instagram “é sempre uma hora e um privilégio jogar no aberto australiano. O Australian Open é muito amado pelos jogadores, fãs e pela comunidade, não apenas em Vitória e na Austrália, mas em todo o mundo, e eu só quero ter a oportunidade de competir contra os melhores jogadores do mundo e me apresentar diante de uma das melhores platéias do o mundo”.

Publicidade