Justiça australiana julga neste domingo se Djokovic jogará competição

A justiça examina a deportação do jogador por não ter se vacinado contra a Covid-19

justica-australiana-julga-neste-domingo-se-djokovic-jogara-competicao
Tenista Novak Djokovic (Crédito: Shaun Botterill/Getty Images)

Publicidade

O número um do tênis mundial, Novak Djokovic, foi detido novamente na manhã deste sábado (15) no horário local em Melborn, na Austrália. A justiça examina a deportação do jogador por não ter se vacinado contra a Covid-19.

Três juízes federais tomarão uma decisão neste domingo (16), véspera da competição. O governo australiano cancelou nessa sexta-feira (14), pela segunda vez, o visto do tenista sérvio. Ele foi encaminhado para um centro de retenção de imigrantes.

Na documentação apresentada à Justiça as autoridades australianas argumentam que a presença de Djokovic pode incentivar o sentimento antivacinas. E por isso, pediram sua expulsão.

Publicidade

A polêmica se iniciou há dez dias, depois de o tenista conseguir uma isenção de vacinação dos organizadores do torneio por ter testado positivo para Covid-19 em dezembro. No entanto, ao chegar ao país as autoridades imigratórias não consideraram que uma infecção recente justificasse uma exceção e anularam o visto dele.

O tenista espanhol Rafael Nadal, rival do sérvio nas quadras, criticou o caso neste sábado (15). Ele declarou que o Aberto da Austrália é muito mais importante do que qualquer jogador e será um grande torneio, com ou sem Djokovic.

(Agência Brasil)

Publicidade