‘A operação especial ocorre como esperado’, afirma Putin

Putin também acusou as forças ucranianas de usarem civis como escudo

a-operacao-especial-ocorre-como-esperado-afirma-putin
Durante seu pronunciamento, Putin fez uma série de acusações contra as forças ucranianas, sem apresentar evidências para fundamentá-las. (Crédito: Reprodução/Kremlin)

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira (3) que sua “operação especial” no território ucraniano “ocorre como o esperado”.

Publicidade

“Quero dizer que a operação militar especial está progredindo exatamente de acordo com o cronograma. De acordo com o plano. Todas as tarefas que foram previstas estão sendo resolvidas com sucesso“, disse o premiê russo.

Em um pronunciamento na TV, Putin acusou os ucranianos de “amedrontarem a população” com uma propaganda nacionalista, que comparou com as da época nazista. O Kremlin já afirmou que não reconhece as agressões ao território ucraniano como uma invasão ou guerra. Há inclusive perseguição a veículos de imprensa que reportem a guerra como tal.

Ele acusou novamente as forças ucranianas de usarem civis como escudo e disse ainda que a Rússia oferece construir corredores humanitários para o leste. “Não queremos que civis sejam feridos”, afirmou Putin.

Além disso, o presidente russo afirmou que os soldados feridos em combate serão recompensados financeiramente. “Nosso exército e a população de Donbass estão sendo heróis”, disse Putin.

Publicidade

“Agora no território ucraniano, nossos soldados e autoridades estão lutando pela Rússia, por uma vida pacífica para os cidadãos de Donbass, pela desnazificação e desmilitarização da Ucrânia, para que não possamos ser ameaçados por uma direita anti-Rússia em nossas fronteiras que tem sido criada pelo Ocidente há anos”, completou o líder russo.

Na última quarta (2), Putin conversou com o primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, sobre as investidas militares em Donbass, que visam, segundo Putin, proteger a população local do governo ucraniano.

Tradução do post do Kremlin no Twitter: ”Vladimir Putin discutiu a operação militar especial para proteger Donbass com o primeiro-ministro de Israel Naftali Bennett.”

Publicidade