13,5 MIL KM

Ave bate recorde após voar dos EUA à Austrália sem pousar

Pesquisadores afirmam que em 2021 o mesmo animal viajou 13.000km tentando fazer a mesma rota.

Cientistas estão apurando se a ave se perdeu ou a rota é comum para a espécie. (Créditos: I. Paleixmart/Wikimedia Commons)

Uma ave da espécie Limosa lapponica, chamado popularmente como fuselo ou chalreta, bateu o recorde mundial de voo ininterrupto para pássaros migratórios enquanto fazia sua viagem anual. O animal atravessou 13.560 quilômetros sem pousar, partindo do Alasca até a Tasmânia.

Publicidade

Com apenas 5 meses de vida, aproximadamente, a ave deixou o delta do rio Yukon-Kuskokwim, no Alasca, no dia 13 de outubro e aterrissou na ilha da Tasmânia, no sul da Austrália, no dia 24 do mesmo mês. Foram 11 dias de viagem cruzando o Oceano Pacífico de Norte a Sul.

De acordo com o que Eric Woehler, coordenador da BirdLife na Tasmânia, disse para o jornal The Guardian, os pesquisadores ainda não têm certeza se o extenso trajeto faz parte da rota normal da ave, ou se ela bateu o recorde porque se perdeu durante a migração.

A aventura foi acompanhada por um chip de rastreamento por GPS, implantado no pássaro enquanto ele ainda era um filhote para que ele pudesse ser observado e estudado.

Publicidade

O projeto de pesquisa é coordenado pela Universidade Fudan da China, Universidade Massey da Nova Zelândia e a Rede Global de Flyways e acompanha sete rotas de migração das aves, das quais duas delas passam pelo Brasil.

O próximo passo agora para os responsáveis é tentar encontrar pessoalmente o animal, que eles acreditam ter parado para se alimentar e ganhar peso, pois a viagem costuma consumir metade da massa corporal da espécie.

Publicidade