Conflito Rússia X Ucrânia

China diz que ninguém quer uma terceira guerra mundial

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin disse que a China espera calma e moderação da guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

china-diz-que-ninguem-quer-uma-terceira-guerra-mundial
Bandeira da China (Crédito: Guang Niu/Getty Images)

O Ministério das Relações Exteriores da China disse nesta terça-feira (26) que ninguém quer que uma terceira guerra mundial, após comentários do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov. Em uma entrevista transmitida na televisão russa na segunda-feira (25), Lavrov afirmou que a dissuasão nuclear é a “posição de princípio” da Rússia, mas o perigo é “sério e não pode ser subestimado.”

Publicidade

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin disse a repórteres que o país espera calma e moderação da guerra entre a Rússia e a Ucrânia. Wang também disse que a esperança é que “realizem a paz o mais rápido possível e evitem infligir um preço mais alto à Europa e ao mundo.” O porta-voz ainda afirmou que é necessário refletir sobre como os conflitos geopolíticos ressurgiu na Europa.

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu a Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Um dos motivos desta invasão é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente, sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Nesta terça-feira (26, o chefe da Organização das Nações Unidas, Antonio Guterres está em Moscou. Mais uma vez  ele clamou pelo término da guerra.

Publicidade

Publicidade