EUA enviarão mais armas para a Ucrânia enfrentar a Rússia

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia, os EUA já enviaram US$ 1,7 bilhão em assistência militar à região

eua-enviarao-mais-armas-para-a-ucrania-enfrentar-a-russia
Soldados ucranianos nos arredores de Kiev (Crédito: Anastasia Vlasova/Getty Images)

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, disse neste domingo (10) que seu país está comprometido em fornecer o armamento necessário para a Ucrânia se defender dos ataques russos. “Vamos dar à Ucrânia as armas necessárias para derrotar os russos e impedi-los de tomar mais cidades e vilas onde cometem esses crimes”, disse Sullivan no programa “This Week” da ABC News.

Publicidade

Sullivan disse ainda que os EUA estavam “trabalhando dia e noite para entregar as próprias armas e organizando e coordenando a entrega de armas de muitos outros países”. “Armas estão chegando todos os dias, inclusive hoje”, afirmou.

O conselheiro afirmou também que as sucessivas remessas de armas servem para conter o avanço russo e impedir o massacre de civis, ações que a Casa Branca classificou como crimes de guerra.

Assistência dos EUA para a Ucrânia

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro, os EUA já enviaram US$ 1,7 bilhão em assistência militar à região, informou a Casa Branca. Entre as armas enviadas estão mísseis antiaéreos defensivos Stinger e mísseis antitanque Javelin, bem como munições e armaduras.

Entretanto, líderes ocidentais estão sendo pressionados pelo presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, a fornecer armas e equipamentos mais pesados ​​para intimidar a Rússia na região leste e sul do país, onde os russos deve intensificar seus esforços militares.

Publicidade