dados oficiais do governo

Muçulmanos e judeus são maioria entre vítimas de crimes de ódio religioso

O Ministério do Interior informou nesta quinta-feira (06), que o número total de crimes de ódio aumentou 26% de 2021 para 2022, um total de 155.841 episódios.

Muçulmanos e judeus são maioria entre vítimas de crimes de ódio religioso
(Crédito: Omer Messinger/ Getty Images)

A maioria das vítimas de crimes de ódio religioso na Inglaterra e no País de Gales, do Reino Unido, são muçulmanos e judeus, segundo dados oficiais do governo de março de 2021 até março de 2022.

Publicidade

O Ministério do Interior informou nesta quinta-feira (06), que o número total de crimes de ódio aumentou 26% de 2021 para 2022, um total de 155.841 episódios. Cerca de 8.307 foram crimes de ódio religioso; 42% das ofensas foram contra muçulmanos, enquanto 23% visavam judeus, segundo o site Al Jazeera.

Mas, semelhante aos anos anteriores, a maioria foi “motivada racialmente”, o que representou 109.843 ofensas e aumento de 19%.

O relatório também deu uma possível razão para o aumento no número de casos. “A tendência ascendente de crimes de ódio observada nos últimos anos provavelmente foi impulsionada principalmente por melhorias no registro de crimes pela polícia”.

“Também houve um aumento nos crimes de ódio à ordem pública durante o verão de 2020, após os protestos generalizados do Black Lives Matter e os contra-protestos da extrema direita”, disse o relatório.

Publicidade

O relatório segue os recentes distúrbios na cidade inglesa de Leicester, onde muçulmanos e hindus entraram em confronto nas ruas.