O que significa o “Z” branco, símbolo de apoio à invasão russa

Tropas russas e os que fazem campanha por ataques de propaganda contra a Ucrânia adotam o símbolo como um ‘crachá de identificação’.

O que significa o Z branco, símbolo de apoio à invasão russa
Um vídeo foi postado por apoiadores nas redes sociais (Crédito: Reprodução/ Redes sociais)

Uma letra “Z” pintada de branco é o novo símbolo de guerra que surgiu após a invasão russa da Ucrânia, pode ser visto refletido em tanques de guerra, veículos invasores, cartazes e roupas, tanto de soldados quanto de manifestantes pró-russos, como demonstração de apoio à ocupação que está sendo realizada no país europeu.

Publicidade

Desta forma, o que começou como uma marca militar rapidamente se tornou um símbolo e emblema que representa e engloba todos aqueles que são a favor da intervenção militar cometida pela Rússia. A primeira vez que o “Z” ficou visível foi dois dias antes do início do conflito, estampado em veículos militares que entram na região de Donetsk, na Ucrânia.

“Contexto para imagens de invasão da Ucrânia: Z é o novo símbolo para a Ucrânia pró-invasão.”

O que significa o “Z”?

Em primeiro lugar, o “Z” incorporado nos corpos militares cumpre a função de evitar fogo amigo, isso se deve ao fato de Rússia e Ucrânia compartilharem modelos de tanques de guerra, o que poderia causar confusão que poderia levar a ataques cometidos entre as mesmas tropas de um país.

Publicidade

“É vital que qualquer força de ataque possa ser distinguida, principalmente do ar, onde as forças russas terão controle total. Os ucranianos têm tanques e veículos muito semelhantes e vão querer reduzir o risco de fogo amigo”, disse uma fonte de Kiev ao jornal britânico The Sun.

Por outro lado, o símbolo também pode se referir às localizações geográficas para as quais as unidades são direcionadas (Zapad significa oeste em russo). Dessa forma, os veículos militares podem indicar sua origem e orientação com apenas uma letra.

Além disso, é possível relacionar o “Z” pintado com as funções dentro do Exército Russo, possibilitando assim a distinção entre as diferentes equipes de trabalho militar dentro de uma mesma formação. Embora essa função seja limitada, pois se for usada por vários dias contínuos, poderá facilitar para a Ucrânia detectar planos de invasão russos.

Publicidade

A comparação do “Z” com a suástica

Embora a conhecida letra branca pintada possa ter surgido como parte de táticas militares, agora se tornou um símbolo de guerra usado para representar campanhas de propaganda pró-Rússia em favor da invasão. Assim, esse símbolo pode ser encontrado em cartazes, camisetas, carros particulares e até formado por crianças em uma residência.

Entre muitos exemplos, é possível citar os manifestantes nacionalistas russos em Leningrado, que usavam moletons com a letra “Z” estampada ao lado da legenda: “Não abrimos mão do que é nosso”, assim como o ginasta russo, Ivan Kuliak, que, depois de terminar em terceiro nas barras paralelas da Copa do Mundo de Ginástica Artística, surpreendeu ao levar a carta no peito.

Nas redes sociais, os usuários foram rápidos em vincular esse símbolo pró-Rússia à suástica nazista, referindo-se ao fato de que as intenções do presidente russo Vladimir Putin são baseadas em “criar um novo império fascista”.

Publicidade

No que diz respeito à Rússia, o Kremlin sustenta que, pelo contrário, é o governo ucraniano que está ligado ao nazismo. Desta forma, Putin declarou em seu discurso no dia em que a ocupação começou: “Tomei a decisão de realizar uma operação militar especial. Seu objetivo será defender as pessoas que por oito anos sofreram perseguição e genocídio pelo regime de Kiev. Para isso, visaremos a desmilitarização e a desnazificação da Ucrânia”.

AS./ ED

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Perfil Brasil.

Publicidade

*Texto publicado originalmente no site Perfil Argentina.