Putin avalia uso de armas químicas na Ucrânia, diz Biden

Nesta terça-feira (22), o conflito chega a seu 26º dia, ainda sem nenhum acordo concluído entre as nações envolvidas

putin-avalia-uso-de-armas-quimicas-na-ucrania-diz-biden
Joe Biden, presidente dos Estados Unidos (Créditos: Tom Brenner/Getty Images)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que Vladimir Putin pretende usar armas químicas na Ucrânia, sem citar evidências. Biden diz que as acusações russas contra a Ucrânia são falsas, em relação aos ucranianos possuírem armas biológicas e químicas, sendo um pretexto para russos utilizarem esse tipo de armamento.

Publicidade

Putin está “contra a parede e agora ele está falando sobre novas bandeiras falsas que ele está levantando, inclusive, afirmando que nós nos EUA temos armas biológicas e químicas na Europa; [isso] simplesmente não é verdade”, afirmou Biden nesta segunda-feira (21) em um evento com líderes empresariais dos Estados Unidos.

“Eles também estão sugerindo que a Ucrânia tem armas químicas e biológicas na Ucrânia. Isso é um sinal claro de que ele está considerando usar ambas”, concluiu o presidente norte-americano. Nesta terça-feira (22), o conflito chega a seu 26º dia, ainda sem nenhum acordo concluído entre as nações envolvidas.

Entenda o conflito

Desde a quinta-feira, 24 de fevereiro, Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.

Publicidade