Conflito Rússia x Ucrânia

Putin recorda o fim da Segunda Guerra para pedir vitória na Ucrânia

Vladimir Putin recordou nesta segunda-feira (9), a memória do heroísmo soviético na Segunda Guerra Mundial.

putin-recorda-o-fim-da-segunda-guerra-para-pedir-vitoria-na-ucrania
Vladimir Putin (Créditos: Peter Muhly – WPA Pool/Getty Images)

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, recordou nesta segunda-feira (9) a memória do heroísmo soviético na Segunda Guerra Mundial para pedir e estimular seu exército a vitória na Ucrânia.

Publicidade

Putin se dirigiu as fileiras formadas por militares na Praça Vermelha no 77º aniversário da vitória sobre a Alemanha nazista, condenando o que chamou de ameaças externas para enfraquecer e dividir a Rússia, além de apontar argumentos para justificar a invasão da Ucrânia.

“Defender a pátria quando seu destino está sendo decidido sempre foi sagrado”, disse ele. “Hoje você está lutando por nosso povo em Donbas, pela segurança da Rússia, nossa pátria”, disse Putin diretamente aos soldados que lutam na região leste da Ucrânia, com a promessa da Rússia “libertar” Kiev.

Segundo o portal G1, o líder russo não mencionou a Ucrânia por seu nome em não fez nenhuma avaliação em relação ao progresso da guerra. Putin comparou diversas vezes a guerra ao desafio que a União Soviética enfrentou quando Adolf Hitler invadiu em 1941. Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, disse que a Rússia está encenando uma “reencarnação sangrenta do nazismo” em seu país.

Entenda o conflito

Desde o dia 24 de fevereiro, Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Publicidade

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.