Telescópio Hubble encontra estrela mais distante já vista pela ciência

A estrela está a 12,9 bilhões de anos-luz da Terra e existia quando o universo tinha cerca de 4 bilhões de anos

A NASA disse nesta quarta-feira (30) que descobriu a estrela mais distante já vista pelos astrônomos, a Earendel (“estrela da manhã”, no inglês). O achado foi feito a partir de dados coletados durante o programa RELICS (Reionization Lensing Cluster Survey) do telescópio Hubble.

Publicidade

A estrela está a 12,9 bilhões de anos-luz da Terra e existia quando o universo tinha cerca de 4 bilhões de anos, ou 30% de sua idade atual. O recorde anterior era do astro Icarus, cuja luz levou 9 bilhões de anos para chegar à Terra.

“Quase não acreditamos no começo, ela estava muito mais longe do que a estrela anterior, mais distante e com maior desvio para o vermelho”, disse o astrônomo Brian Welch, da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, principal autor do artigo que descreve a descoberta, publicado na revista Nature.

Segundo os cientistas, a estrela existiu há tanto tempo que pode não ter as mesmas matérias-primas que as estrelas de hoje em dia. “Estudar a Earendel será uma janela para uma era do universo com a qual não estamos familiarizados, mas que levou a tudo o que sabemos. É como se estivéssemos lendo um livro bastante interessante, mas começamos com o segundo capítulo e agora teremos a chance de ver como tudo começou”, disse Welch.

Os cientistas acreditam que Earendel tenha pelo menos 50 vezes a massa do nosso Sol e seja milhões de vezes mais brilhante, rivalizando com as estrelas mais massivas conhecidas.

Publicidade

“Normalmente, a essa distância, galáxias inteiras parecem pequenas manchas, com a luz de milhões de estrelas que se mistura”, disse Welch. “A galáxia que hospeda esta estrela foi ampliada e distorcida por lentes gravitacionais em um longo crescente que chamamos de Arco do Nascer do Sol”.

Segundo a NASA, a expectativa agora é que o astro seja observado pelo telescópio espacial James Webb e que a alta sensibilidade do instrumento permita observações mais detalhadas da Eearendel.

“Com o Webb, poderemos ver estrelas ainda mais distantes que a Earendel, o que seria incrivelmente emocionante”, disse Welch. “Vamos voltar o mais longe que pudermos. Eu adoraria ver o Webb quebrar o recorde de distância da Earendel.”

Publicidade

Tradução do post da NASA no Twitter: ”O telescópio Hubble acabou de bater recordes ao observar a estrela individual mais distante já vista. Sua luz levou 12,9 bilhões de anos para chegar até nós – então estamos vendo como era quando o universo tinha menos de um bilhão de anos!”

Publicidade