Rotina da Realeza

Veja os hábitos saudáveis da Rainha Elizabeth

Não é segredo que a rainha levava uma vida saudável, com uma alimentação equilibrada, além da prática constante de atividade física.

Veja os hábitos saudáveis da Rainha Elizabeth
(Créditos: Richard Pohle – WPA Pool/Getty Images)

A longevidade da Rainha Elizabeth II sempre chamou atenção, assim como a do seu marido, o Príncipe Philip, que morreu aos 99 anos em abril do ano passado. Uma rotina saudável, com uma alimentação equilibrada, além da prática constante de atividade física, fez toda diferença na vida do casal.  

Publicidade

Simone Fiebrantz Pinto, nutricionista e presidente do Departamento de Gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), falou ao Viva Bem Uol sobre a combinação perfeita para uma longa vida. 

“Os que atingem 100 anos de maneira lúcida e saudável têm em comum a alimentação equilibrada, sem exageros; a presença da atividade física no dia a dia, durante a vida toda, como fazer jardinagem, arrumar a casa, caminhar, mantendo o corpo saudável; e a boa saúde mental, a resiliência e a vontade de viver” afirmou. 

Agora, veja alguns hábitos que eram adotados pela rainha: 

Alimentação equilibrada 

De acordo com o site inglês Independent, Elizabeth fazia quatro refeições por dia. Darren McGrady, seu ex-chefe, contou que a monarca participava do café da manhã, almoço, chá da tarde e jantar. Sempre com opções com baixo teor de carboidratos.

Publicidade

O chocolate amargo

Ainda segundo o ex-chefe, o chocolate favorito da rainha era o chocolate amargo, que, realmente, faz bem para a saúde, desde que seja consumido com moderação (no máximo 30 gramas ao dia). Segundo reportagem do Insider, ela preferia o chocolate com 60% de cacau ou mais.

Publicidade

Atividades físicas 

A rainha Elizabeth também tinha o hábito de fazer caminhadas regulares pelos terrenos do Castelo de Windsor ou do Palácio de Buckingham, sozinha ou acompanhada. Ela também gostava de andar a cavalo, uma atividade que pode queimar até 400 calorias por hora, segundo o site Woman & Home.

Sono de qualidade 

A monarca tinha uma rotina rigorosa de sono. Ela normalmente se retirava para dormir por volta das 23 horas para garantir 8 horas e meia de descanso, algo que achava essencial. 

Contato com os animais 

Os pets auxiliam no bem-estar emocional e físico, ajudando na ansiedade e estresse. Além disso o contato com algum animal pode reduzir a pressão arterial e aumentar a estimulação da mente, sobretudo para idosos com doenças neurodegenerativas.

Publicidade

A rainha teve mais de 30 cães da raça corgi durante seus 70 anos de reinado. A primeira cadela da raça que ela teve foi Susan, que ganhou ao completar 18 anos, em 1944. A monarca também teve labradores e cocker spaniels.

O chá da tarde 

Segundo McGrady, a rainha sempre tomava seu chá da tarde, “onde quer que estivesse no mundo” e ainda evitava o uso de açúcar na bebida. 

Luna Azevedo, nutricionista especializada em alimentação consciente, informou ao Viva Bem Uol que a bebida quando consumida da maneira correta, e dependendo do tipo de erva utilizada, pode trazer diversas vantagens, como a prevenção de doenças. Algumas ervas podem apresentar propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas, antialérgicas, imunoestimulantes. 

Publicidade

Peso Constante 

Elizabeth também nunca apresentou oscilação de peso. De acordo com os médicos, essa oscilação pode fazer mal à saúde. 

A mudança entre um estado de fartura e um estado de privação desequilibra a concentração de hormônios importantes para o controle neural do comportamento alimentar, como a insulina e a leptina. Com isso, o metabolismo fica mais lento e o apetite fica maior.