Zelensky diz que Rússia se prepara para bombardear Odessa

Grande parte da ofensiva russa está focada nas cidades portuárias

zelensky-diz-que-russia-se-prepara-para-bombardear-odessa
O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky faz uma declaração durante a 58ª Conferência de Segurança de Munique (MSC) em 19 de fevereiro de 2022 em Munique, Alemanha. (Crédito: Ronald Wittek – Pool/Getty Images)

O presidente da Ucrânia Volodymyr Zelensky alertou neste domingo (6) que a Rússia está se preparando para bombardear Odessa, uma importante cidade portuária na costa do Mar Negro.

Publicidade

“Os russos sempre costumavam vir a Odessa e só conheciam o calor e a generosidade e o que há agora?”, questionou Zelensky. ”Artilharia, bombas contra Odessa. Isso será um crime de guerra. Este será um crime histórico”, completou o líder em um discurso transmitido no Facebook e detalhado pela CNN Internacional

Em determinado momento da transmissão, Zelensky começou a falar em russo e pediu que os russos escolham entre “entre a vida e a escravidão”.

“Povo da Rússia, este é o momento em que você ainda pode vencer o mal. Somos ucranianos. Precisamos de paz. Nós queremos paz. E para os cidadãos russos não é apenas a luta pela paz na Ucrânia, mas pela sua paz e sua liberdade. Você conhecia a prosperidade. Se você ficar calado agora, então apenas sua pobreza falará por você”, afirmou Zelensky.

Odessa é uma cidade estratégica do litoral ucraniano porque fica próxima à Península da Crimeia, que foi anexada pelos russos em 2014. Se conquistar Odessa, Putin pode juntar os dois territórios. 

Publicidade

Grande parte da ofensiva russa está focada nas cidades portuárias, no sul da Ucrânia. As tropas russas já conquistaram Kherson, importante centro da indústria naval do país. Também avançam para conquistar completamente Mariupol, na mesma região. 

Tradução do post: ”Uma grande multidão, principalmente mulheres e crianças, corre para embarcar em um trem para Lviv na estação de trem #Odessa. Alguns homens estavam lá para se despedir de seus entes queridos antes de voltar para lutar enquanto suas famílias buscam refúgio nos países vizinhos.

Entenda a invasão da Rússia à Ucrânia

A Ucrânia foi invadida pela Rússia na quarta-feira (23). O exército russo avança pelas regiões da fronteira em direção às principais cidades ucranianas. Kiev e Kharkiv são os principais alvos das tropas russas. 

O exército russo também ganha terreno no litoral e já conquistou pelo menos uma cidade portuária. 

Publicidade

Um dos fatores que desencadeou o conflito foi a possibilidade da Ucrânia entrar na OTAN, aliança militar do Ocidente. O presidente russo Vladimir Putin não admite a possibilidade e exige que a Ucrânia se comprometa a nunca entrar na organização. 

O líder russo também argumenta que está realizando uma “operação especial” para proteger os russos que vivem em território ucraniano. Ao mesmo tempo, Putin diz que a Ucrânia está sob controle estrangeiro e que não merece ser um país independente.

Publicidade