Campinas expande projeto de atenção a profissionais da saúde

A iniciativa promove atendimento psicológico para aqueles que estão na linha de frente da saúde da cidade

Campinas expande projeto de atenção a profissionais da saúde
Pesquisas apontam esgotamento de profissionais da saúde durante a pandemia (Créditos: Drew Angerer / Getty Images)

Em novembro de 2021, o programa foi implementado pela prefeitura de Campinas (SP), no Hospital Mário Gatti, para que os servidores tivessem atendimento psicológico gratuito. Agora, o programa será ampliado e, de acordo com o anúncio da Prefeitura de Campinas, os profissionais do Hospital do Ouro Verde e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também serão contemplados.

Publicidade

De acordo com o G1, os atendimentos serão feitos de forma remota. Os psicólogos interessados em contribuir com o projeto podem enviar seus currículos para [email protected] e devem possuir disponibilidade para atendimentos semanais ou quinzenais.

Casos

Uma pesquisa realizada pela Associação Paulista de Medicina, com a participação de 1.984 médicos, aponta que 59% afirmam ter a sensação de sobrecarga no trabalho e 49% relatam exaustão física ou emocional. Em decorrência da pandemia de covid-19, os profissionais de saúde estão cada vez mais sobrecarregados. 69,2% dos entrevistados afirmam sofrer de ansiedade.

Além da alta demanda de trabalho, esses profissionais enfrentam outros problemas como a falta de equipamentos, tanto de proteção individual quanto para o atendimento dos pacientes, a escassez de medicamentos, a pressão psicológica e, sobretudo, o constante medo de se infectar com o covid-19 e infectarem demais pessoas, como amigos e familiares.

O atendimento psicológico é essencial para que alguns desses sintomas sejam amenizados e que casos mais graves, como de depressão, ansiedade ou até mesmo a Síndrome de Burnout, descrita pelo Ministério da Saúde como “um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante de situações de trabalho desgastante, que demandam muita competitividade ou responsabilidade”. Durante os atendimentos, os profissionais da saúde podem tratar questões profissionais e até mesmo pessoais.

Publicidade