Saúde

Governo oficializa contratação de 529 médicos para programa Médicos pelo Brasil

Os médicos terão benefícios para atuar em áreas mais ‘distantes’ do país, com planos de carreira nos quais os salários podem chegar a até R$ 24 mil.

Governo oficializa contratação de 529 médicos para programa Médicos pelo Brasil
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Ocorreu nesta segunda (18) no Palácio do Planalto, uma cerimônia para a oficialização da contratação de 529 médicos que integrarão o programa Médicos pelo Brasil, anunciado em 2019 e que pretende substituir o antigo Mais Médicos, lançado pela então presidenta Dilma Rousseff.

Publicidade

Segundo Raphael Câmara, secretário nacional de Atenção Primária à Saúde, a contratação dos 529 médicos já está efetivada e apenas depende da entrega da documentação necessária pelos convocados. A iniciativa pretende ampliar a força do Sistema Único de Saúde (SUS) e estruturar a carreira médica federalmente, principalmente nas regiões mais vulneráveis do país. O Ministério da Saúde afirmou que até o fim de abril mais 1.400 médicos serão contratados.

Publicidade

Ao contrário do antigo Mais Médicos, o novo programa, o Médicos pelo Brasil, prevê a realização do exame Revalida, o qual permite que médicos formados no exterior atuem em solo brasileiro. Durante a cerimônia, Jair Bolsonaro ressaltou a importância do exame: “Qualquer um de fora do Brasil pode clinicar aqui, mas precisa passar pelo Revalida”, e seguiu alfinetando o antigo programa, dizendo que “hoje ganha o Brasil com ‘médicos de verdade’, os próprios profissionais, que serão recompensados na questão salarial e a população que vai receber o tratamento dessas pessoas”.

Para completar, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reiterou que “a grande revolução e a grande transformação no sistema de saúde será feita na atenção primária à saúde”.

 

Publicidade