Queda na média móvel de casos de Covid-19 no Brasil

Média móvel de casos caiu pelo quinto dia seguido nesta segunda-feira (14)

queda-na-media-movel-de-casos-de-covi19-no-brasil
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde afirmou que o governo federal recomendará a quarta dose da vacina contra Covid-19 para a população geral “quando houver evidência científica que justifique” (Créditos: CDC/API/Gamma-Rapho/Getty Images)

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgou nesta segunda-feira (14) a queda na média móvel de casos de Covid-19 no país. De acordo com a CNN, o Brasil registrou 58.540 casos e 473 óbitos em decorrência do Covid-19.

Publicidade

A queda na média móvel de casos foi de 0,84%, somando uma média de 134.130 casos, em relação aos registros do último domingo (13) em que 135.279 casos foram apontados. Em contrapartida, a média móvel de óbitos aumentou em 0,79% nesta segunda-feira (14).

De acordo com dados do Portal da Transparência do Registro Civil, em janeiro o país teve o maior índice de mortalidade desde 2003. No primeiro mês de 2022 foram contabilizadas 144.341 mortes no Brasil. Em relação ao mesmo período de 2020, o crescimento foi de 22%.

De acordo com a CNN, o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga afirmou que o governo federal recomendará a quarta dose da vacina contra Covid-19 para a população geral “quando houver evidência científica que justifique”.  Também em entrevista a CNN, o consultor especial para a Covid-19 da Sociedade Brasileira de Infectologia, Alexandre Naime afirmou que a  “efetividade das vacinas, diante da Ômicron, em reduzir chance de internação e óbito tem papel fantástico, eficácia muito boa, ela reduz entre 95 e 98% o risco”.