Brasil concede 74 vistos e 27 residências humanitárias para ucranianos no mês de março

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (11) pelos Ministérios da Justiça e Segurança Pública e Ministério das Relações Exteriores, com informações do Boletim Migração Ucraniana

brasil-concede-74-vistos-e-27-residencias-humanitarias-para-ucranianos-no-mes-de-marco
Refugiados ucranianos na Polônia (Créditos: Agnieszka Majchrowicz/Anadolu Agency/ Getty Images)

No período de 3 e 31 de março, o Brasil concedeu 74 vistos e 27 autorizações de residências humanitárias para ucranianos. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (11) pelos Ministérios da Justiça e Segurança Pública e Ministério das Relações Exteriores, com informações do Boletim Migração Ucraniana.

Publicidade

 

Ainda, quatro pessoas foram reconhecidas como refugiadas e há outros 37 processos de refúgio em andamento em 2022, de acordo com a CNN. A ação concede acolhimento para aqueles que foram afetados ou deslocados devido à guerra na Ucrânia.

 

O visto humanitário permite a entrada no país por até 180 dias e pode ser solicitado no exterior. Para solicitar a autorização de residência por acolhida humanitária, é necessário ir até a Polícia Federal (PF) e fazer a requisição da Carteira de Registro Nacional Migratório (CRMN). O refúgio é concedido para cidadão que sofram perseguição  em seus países de origem por questões religiosas, de nacionalidade, opiniões políticas, questões racionais.

Publicidade

 

Entenda o conflito

Desde o dia 24 de fevereiro, Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.

Publicidade