Exposição no Paço das Artes revisita a Semana de Arte Moderna

Estarão em exposição trabalhos de Tarsila do Amaral, Lasar Segall e Ismael Nery, além de obras de artistas contemporâneos como Nilda Neves

Exposição no Paço das Artes revisita a Semana de Arte Moderna

Em homenagem ao centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, o Paço das Artes, em São Paulo, promove a partir deste sábado (2) a exposição Modernismo Desde Aqui, apresentando 68 obras de artistas modernos e contemporâneos. A mostra fica em cartaz até o dia 3 de julho.

Publicidade

Estarão em exposição trabalhos de Tarsila do Amaral, Lasar Segall e Ismael Nery, além de obras de artistas contemporâneos como Nilda Neves, Taygoara Schiavinoto e Santídio Pereira.

Figura importante da Semana de Arte Moderna, o escritor Mário de Andrade também terá um espaço garantido nessa mostra, por meio de documentos e fotografias feitas pelo escritor em suas viagens pelo Norte e Nordeste do país. A curadoria é de Claudinei Roberto da Silva.

Apontada como marco zero do modernismo no Brasil, a Semana de Arte Moderna foi realizada no Theatro Municipal de São Paulo entre os dias 13 e 17 de fevereiro de 1922.

O evento foi organizado por artistas e intelectuais como Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Anita Malfatti, que defendiam estar rompendo com o conservadorismo das artes no Brasil.

Publicidade

Embora a semana tenha ocorrido em São Paulo, diversas outras iniciativas artísticas modernas aconteceram em diversas regiões do Brasil. E é essa produção artística fora do Sudeste que a exposição no Paço das Artes pretende destacar.

“Seja na diversidade de técnicas, estilos ou temáticas, a exposição Modernismo desde aqui dialoga perfeitamente com a vocação do Paço em exibir, fomentar e revisitar a produção artística moderna, contemporânea e plural”, disse Marcos Mendonça, diretor geral da Associação Cultural Ciccillo Matarazzo (ACCIM), que gere o espaço.

Entre os destaques da exposição está a obra Paisagem, de Tarsila do Amaral, e desenhos de Lasar Segall. Há também pinturas no estilo naïf de Nilda Neves, xilogravuras de Eduardo Ver e fotografias de Wagner Celestino.

Publicidade

A entrada para a exposição é gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo site do Paço das Artes. Para entrar no local é necessário apresentar comprovante de vacinação contra a covid-19.

(Agência Brasil)

Publicidade